Com o espírito empreendedor das start-ups especializadas em tecnologia, a 123carros celebra expressivos resultados após 18 meses de operação na comercialização de veículos seminovos no mercado nacional. Neste período, a empresa já transacionou uma quantia que supera em 27,5% a previsão estabelecida no plano inicial de negócios.

Quando fundada, em meados de 2017, a ideia residiu na frustração vivida por seu fundador e CEO, o economista Athus Formiga, quando precisou vender um seminovo da família. “Não havia experiência pior do que vender um carro usado. Você era assediado por dezenas de lojistas que ofereciam 20 ou 25% a menos do que o carro valia. Isso sem contar a infinidade de riscos ao receber eventuais compradores em sua casa. Enxerguei uma ótima oportunidade de negócio”, explica.

Sediada em São Paulo, a empresa já realizou vendas para clientes de 16 Estados do país, embora o maior volume de negócios esteja concentrado na capital paulista. Bastante difundida no ambiente virtual – www.123carros.com.br –, com públicos diversos e presença em todos os segmentos de preços de seminovos, a 123carros utiliza um algoritmo para definir o preço “real” de cada carro usado anunciado, cruzando centenas de parâmetros (valor referencial de tabela Fipe, opcionais do veículo, estado de conservação, cor mais aceita comercialmente, quilometragem, desgaste de pneus etc.)

Para isso, o interessado na venda leva seu carro ao Centro de Inspeção, onde ele será meticulosamente vistoriado – num total de 305 itens verificados em todos os veículos –, fotografado e avaliado.

Nem todos os carros são aceitos

Caso os técnicos verifiquem algum componente que tenha danificado estruturalmente o veículo após uma colisão, ele será recusado. Na mesma visita, a documentação é checada, bem como eventuais infrações de trânsito ou impostos em atraso. O vendedor compromete-se a entregar a lista de documentos e, só a partir do status “OK”, o carro será finalmente aceito para ser trabalhado na venda.

Atualmente, a empresa conta com carros anunciados que vão desde R$ 12 mil a R$ 200 mil. “No início, o trabalho diferenciado que realizamos chamou a atenção de clientes, tanto compradores como vendedores, de carros mais caros, acima de R$ 80 mil. Mas o modelo foi logo adotado por interessados em outras faixas de preços”, diz Formiga. Nas vendas, a 123carros aceita outros seminovos como parte de pagamento (entrada) e mantém parcerias com bancos para facilitar créditos de financiamento.

Transparência é a alma do negócio

Diferentemente do usual, o cliente que anuncia seu carro com a 123carros sabe exatamente quais serão os valores que comporão aquele negócio. Baseando-se no preço de mercado, a 123carros combina qual será o valor pré-definido que cobrará quando o seminovo for vendido. “Não pode haver truque em um negócio que envolva dinheiro! Somos claros e objetivos. Nosso contrato não tem letrinha pequena nem jogo de números”, explica Formiga.

Para trabalhar cada venda, a 123carros utiliza uma plataforma virtual de grande alcance em busca de eventuais compradores. Mas vai além: aquele mesmo algoritmo interno que calcula o verdadeiro preço de venda de cada modelo oferece opções próximas ao carro que o comprador está pesquisando, caso ele não localize exatamente o veículo desejado. “Fizemos um investimento significativo nessa ferramenta. Eu diria que esse é um dos nossos grandes diferenciais, além, naturalmente, do princípio inicial da empresa: criar uma boa experiência para quem compra e para quem vende um carro usado”, opina o CEO da 123carros.14500

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.