Uma das tecnologias que muitos estão esperando para ter o potencial de tornar um EV muito mais conveniente é o carregamento sem fio. Tal como está agora, os proprietários de EV devem usar cabos para carregar os veículos. A BMW possui uma tecnologia de carregamento sem fio que, segundo se diz, estará disponível em breve.

Quando? Que tal julho de 2018?

Isso está a apenas alguns meses e a BMW disse que os sistemas de carga indutiva prontos para produção funcionarão com muitos de seus veículos híbridos plug-in. Ainda existem vários mistérios com a tecnologia de carregamento sem fio, ou seja, quanto vai custar.

Esses detalhes chegarão até o final do verão ( não no Brasil).

Para começar, o carregamento indutivo só será oferecido para pessoas com um contrato de locação no carro 530w iPerformance. A BMW apresentou sua tecnologia de maneira tépida em parte porque ainda não há um padrão reconhecido para carregamento indutivo.

Se a tecnologia fosse completamente montada e então um padrão fosse lançado, e não cumprisse esse padrão, os donos da BMW ficariam de fora. A maioria dos modelos 530 são vendidos na Europa.

A BMW alega que a bateria do 530e será carregada em 3,5 horas a uma taxa de até 3,2 kW. O sistema de carregamento usará um sensor de proximidade para finalizar o carregamento sem fio se o seu gato decidir ficar parado na área de carregamento. O veículo será capaz de guiá-lo para a plataforma de carregamento e isso é para ser mais fácil do que você poderia esperar.

No Brasil ainda estamos engatinhando nesse processo, até mesmo a BMW que tinha um modelo elétrico sendo vendido no Brasil já não importa mais o modelo para cá.

Os motivos são muitos mas podemos dizer que os impostos e a total falta de estrutura para carros elétricos no Brasil acabam pesando na decisão de trazer ou não um modelo elétrico.

São poucos lugares que temos em São Paulo por exemplo que podemos para e abastecer o carro, normalmente em shoppings, mas estradas praticamente não existe pontos de carregamento. E mesmo em casa, acaba sendo um custo elevado, verdade, mais barato que abastecer com combustível, mas gira em torno de 200 a 300 reais por mês manter um carro elétrico abastecido para rodar apenas na parte urbana da cidade, sem contar a estrutura que precisa ser muitas vezes feitas para que possa carregar o carro na casa da pessoa, que muitas vezes é mais antiga e não tem suporte para tanta demanda de energia

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.