Tempo para Leitura: 3 minutos

Desde que Henry Ford revolucionou a indústria automobilística no início dos anos 1900, nos EUA, os carros novos entraram de vez no imaginário popular. O fordismo, termo acunhado em 1913 para designar o processo de produção em massa de veículos, se expandiu para diversos setores industriais. Mais ou menos na mesma época, surgia outra indústria que imortalizaria os carros: o cinema.

01

O cinema sempre mexeu com o imaginário popular, assim como os carros. A década de ouro de Hollywood e seus carros luxuosos, o futurismo da ciência ficção e seus veículos altamente tecnológicos, os filmes de ação e suas potentes máquinas em perseguições de alta velocidade: o cinema deu aos carros uma expressão incrível, e surgiu assim um casamento perfeito.

Quem não se lembra do Aston Martin DB-5 que James Bond dirigiu em 007 contra Goldfinger (1964)? Quem não se divertiu com Herbie, de Se o meu Fusca falasse (1968)?

Quem não morreu de medo com o Plymouth Fury de Christine, o carro assassino (1983)? Quem não quis viajar no tempo com o DeLorean do filme De volta para o futuro (1985)?

02

Os que preferem as emoções sobre duas rodas não ficam para trás. As motos Harley-Davidson ajudaram a imortalizar o filme Sem destino, de 1969, como ícone da época.

03

A lista é inesgotável, mas nem só de máquinas glamorosas vive o cinema. Basta lembrar dois filmes protagonizados por Dustin Hoffman, com cenas memoráveis dentro de um ônibus: A primeira noite de um homem (1967) e Perdidos na noite (1969). Ou da estreia de Steven Spielberg na direção de um longa-metragem, com um caminhão Peterbilt numa perseguição incessante em Encurralado (1971).

Na telinha do computador, os amantes dos carros clássicos agora podem se deleitar com a nova série estrelada por Jerry Seinfeld. Vinte e cinco anos depois da famosa sitcom que mudou para sempre a comédia, a premissa de Comedians in Cars Getting Coffee se baseia nos três elementos mencionados no título. Em cada capítulo, Jerry leva um comediante para tomar um café num veículo escolhido especialmente para a ocasião. Ele buscou Larry David, co-criador da série Seinfeld, num Fusca de 1952 equipado com um motor de 25 cv; encontrou Alec Baldwin num muito mais elegante Mercedes-Benz 280 SL, de 1970, com motor 2.8 de 170 cv; passeou com os ícones da comédia Carl Reiner e Mel Brooks num Rolls Royce Silver Cloud II, de 1960, com motor V8. A série está disponível gratuitamente on-line.

04

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.