Tempo para Leitura: 3 minutos

Caixas de transporte são a solução, inclusive para trajetos de carro, além disso é necessário passaporte em dia em trajetos aéreos, com microchipagem e carteira de vacinação atualizada

Membros da família, cães e gatos são mais do que nunca convidados especiais em viagens de avião e passeios de carro. O que poucosabem é que existem regras para transportá-los adequadamente. O pet não deve ficar solto durante o trajeto, o que também inclui não colocar o focinho na janela para pegar vento, hábito que alguns cães adoram. “Quem ainda não se habituou às regras, deve saber que deixá-los soltos no veículo não implica somente em multas e pontos na carteira de habilitação, mas um perigo para o bem-estar e à saúde do pet”, informa a veterinária Karina Mussolino, gerente técnica da Pet Center Marginal/Petz, maior rede de pet shops, centros veterinários e de estética do país.

Estudo do Serviço de Traumas do Hospital Veterinário da Universidade da Pensilvânia (EUA), com 600 cães em acidentes nos automóveis, apontou que entre as principais escoriações nos animais estão problemas ortopédicos, como lesões nas patas, na coluna, além de traumas neurológicos e machucados em várias regiões e escoriações superficiais. Um dos órgãos mais afetados é o fígado e a estrutura óssea, principalmente a pélvis.

Com histórias na imprensa de animais perdidos em aeroportos, os donos devem optar por caixas de transporte seguras, ou seja, que fechem adequadamente, condizentes com o porte e o peso do animal – o ideal é que consigam dar voltas no espaço, além disso, em trajetos mais longos, é recomendado que tenham suporte para colocar água e ração.

Taxas e trâmites burocráticos devem ser incluídos no planejamento das viagens de avião com os pets. Cães guias podem viajar na cabine com o dono, raças de pequeno porte também têm esse privilégio, dependendo da empresa aérea. Hoje existe o passaporte para esses bichinhos, emitidos pelo Ministério da Agricultura, o que exige a implantação de um microchip, espécie de identidade do animal com dados dele e do dono, como estado de saúde e características físicas. O recurso também consiste numa forma de encontrá-los com maior facilidade em casos de perda.

Vale ressaltar que nem todos os países aceitam o documento brasileiro, alguns podem exigir um atestado sanitário para trânsito dos pets, também conhecido como Certificado Zooassanitário Internacional, emitido pela Vigilândia Agropecuária Internacional. Aconselha-se verificar esses documentos com antecedência de pelo menos um mês.

Para o passaporte brasileiro, é necessário informar nome, espécie, raça, data de nascimento, sexo e características de pelagem. O documento também requer um atestado de saúde, com assinatura do veterinário, confirmando as boas condições do bichinho e carteira de vacinação atualizada. Trazem ainda resultados do exame clínico e comprovantes de vermifugação e vacinas, como a antirrábica, contra a leishmaniose, cinomose e hepatite. Também devem constar na documentação dados do dono, como nome, telefones e endereço. A implantação do microchip como já mencionado antes. E mais a fotografia do animal não é uma exigência, mas se o dono quiser deve ser em formato 5×7.

Curiosidades:
Cães que passeiam soltos no carro têm mais chances de sofrer acidentes em freadas bruscas ou até pular pela janela. Também podem distrair o motorista;
Em passeios de carro mais longos, o dono deve se lembrar de fazer paradas para que o animal beba água, coma e pare para fazer as necessidades;
O dono deve se informar com a companhia aérea quais os procedimentos necessários para o embarque de animais;
Alguns animais enjoam em passeios de carro, em geral os filhotes, converse com o veterinário do animal, pois existem algumas medicações que poderão ser prescritas.
Além das caixas, há cadeiras de transporte com fixação da guia e cintos de seguranças para trajetos em automóveis. Na dúvida, converse antes com o veterinário do animal para saber a melhor opção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.