Tempo para Leitura: 2 minutos

A Copa Troller mostrou toda a sua competitividade, neste final de semana, na prova de Vitória, no Espírito Santo. Concluindo as etapas regionais do certame, numa prova de alto nível, o rali da Troller de grande prestígio no automobilismo nacional parte agora, com o campeonato indefinido, para a grande final, no próximo dia 22 de outubro, na cidade de Caeté, no interior de Minas Gerais, quando serão conhecidos os campeões nas categorias profissionais Expedition, Turismo, Graduados e Master.

Na quarta etapa na região da bela Vitória, a Copa Troller reuniu participantes de todo o País que disputaram pontos decisivos no campeonato em trilhas com muitos obstáculos e cercadas de desafios off-road. “Quem gosta de rali é apaixonado por desafios! Foi com essa proposta que preparamos esta prova e acertamos em cheio numa prova muito competitiva e prazerosa em todas as modalidades. A Passeio, por exemplo, foi um show à parte, reunindo o maior grid do ano com 24 carros e muita adrenalina no percurso off-road”, enfatiza Rogério Almeida, diretor de provas da Copa Troller.

Categoria Expedition

Na Categoria Expedition a disputa foi acirrada, mas o destaque da etapa vai para os jornalistas Richard Max ( Eu, Eu, Eu hahaha) e Flávio Sartori, que em sua primeira participação na copa, conseguiram um quarto lugar. Desde que jornalistas passaram a ser convidados para participar do evento, nenhum conseguiu um lugar no pódio.

Richard Max e Flavio Sartori formaram uma dupla perfeita, e mesmo errando na etapa inicial conseguiram se acertar e se recuperar na etapa final.

Eu e o Flavio já estávamos até trocados para ir embora, pois nem imaginávamos chegar em posição melhor que penúltimo, pois como tinha mais um carro com jornalistas, nossa esperança era chegar na frente deles apenas, quando erramos logo no inicio, tínhamos até desistido dessa posição e resolvemos nos divertir, tentando fazer o percurso sempre próximo do limite, para sentir a emoção de fazer a etapa. Quando o resultado saiu foi uma surpresa, e logo depois uma alegria de saber que todo o esforço que fizemos para recuperar o tempo perdido, e fazer tudo o mais próximo do tempo exigido foi recompensado. Valeu cada pulo, derrapada, lama, poeira e gritos.

Richard Max destaca Flavio Sartori que rapidamente se entendeu com a planilha e aplicativo. (Se o Flavio não tivesse entendido a planilha, acho que ainda estaríamos por lá hahaha) E Ambos entraram em sintonia, pois Piloto e navegador precisam pensar e tomar decisões juntos.

Mesmo com o tempo seco e árido na região, a prova uniu muita técnica off-road e visuais fantásticos. “Pudemos atender às expectativas de todos e despertar grande interesse dos participantes. Foi com grande satisfação que tivemos uma expressiva presença em todos os níveis da Copa Troller.

Campeonato indefinido

A etapa de Vitória serviu para dar ainda mais emoção nas categorias profissionais. O campeonato segue para a final sem nenhum campeão definido. Na categoria Expedition quem levou a melhor na prova foi a dupla Leonardo Silva e Marco Nunes, que alcançou a marca de 7640 pontos perdidos, superando mais de 10 competidores.

Na Turismo, Leonardo Menarin e Adriana Micheli, da cidade de Castro no Paraná, marcaram 42 pontos e ficaram com o lugar mais alto do pódio. Na Graduados, Gustavo Schmidt, que acabou de vencer o Rally dos Sertões, e o navegador Ivo Renato Maia, formaram a dupla campeã com 45 pontos. Na Master, modalidade com o mais alto grau de dificuldade, os catarinenses Acyr Hideki e Renan Pamplona somaram 45 pontos e foram os melhores da etapa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.