Tempo para Leitura: 1 minuto

Baixas temperaturas exigem cuidados redobrados com os animais de companhia.

É fato que quando as temperaturas começam a baixar devido a chegada do inverno, alergias e resfriados acometem as pessoas. Essa situação não é diferente com os animais de companhia, já que assim como nós, os animais também estão pré-dispostos as doenças nesta estação, como afirma a professora do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Anhanguera de Niterói (UNIAN) e responsável técnica pelo Hospital Veterinário da unidade, Mabel Vaz.

“Dentre as doenças, a mais comum é a Traquobronquite Infecciosa dos Cães (conhecida como tosse dos canis ou gripe dos cães). Os sintomas são bem parecidos com os nossos, destacando-se a tosse, podendo evoluir para pneumonia. Já os gatos também apresentam várias viroses que acometem o trato respiratório, dentre elas a Rinotraqueíte Felina”, explica a docente. Ambas possuem vacinas disponíveis em clínicas veterinárias e, nos felinos, devem ser feitas nos primeiros meses de vida e anualmente.

A gripe é apenas um dos cuidados que se deve ter com o fiel companheiro. Outra preocupação é que os animais também sofrem de dores articulares. “É preciso evitar passear nos períodos mais frios do dia dando-se preferência aos horários de temperatura mais amena, agradável e não descuidar das medicações de manutenção”, diz Mabel.

Por último, a especialista afirma que é fundamental usar roupas e, camas ou casas para abrigar os animais. Contudo, é preciso ter muito cuidado no uso de roupas em animais de pelos longos, pois podem embolar. “A escovação dos pelos deve ser reforçada nesse período, assim evita-se a tosa desnecessária, principalmente no frio”, conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.