Este ano fiz dois posts falando dos aparelhos dobráveis, o Galaxy Fold da Samsung e o Mate X da Huawei, https://www.rmax.com.br/tela-dobravel-precisamos e https://www.rmax.com.br/que-fim-levou-os-telefones-dobraveis

Falando sobre a tela, se valia ter um aparelho desses, da fragilidade e tal.

Semana passada eu pude mexer por alguns minutos no modelo da Samsung o Galaxy Fold que o Junior Nannetti do Loopinfinito, trouxe lá da Coreia, e vou falar para vocês sobre a minha experiência.

Confesso, mordi a língua, eu achava que era um trambolho, pouco prático, desajeitado, e que não tinha motivos para se ter um aparelho que vira tablet.

Mas vocês me conhecem eu não escondo as coisas, e acho que é a melhor forma de manter uma transparência com vocês, aqui não tem essa de só falar bem de produto.

Bom confesso, gostei do aparelho. pronto.

Obrigado pessoal e até mais.

Hahahaha, brincadeira.

Gostei do que vi, o Galaxy Fold é um pouco gordo, é verdade, e também é pesado, mas nada que atrapalhe o uso.

Ele tem uma tela frontal pequena, mas suficientemente grande para que possamos usar no dia dia, sem precisar abrir o aparelho se não quiser.

Mas usar assim ele seria apenas mais um aparelho, e com a desvantagem de não ter uma tela frontal tão boa como outros aparelhos, afinal o que ele tem para você está dentro dele, e não fora.

Resolvi usar o Galaxy Fold como se fosse um aparelho normal, mas ele meio que te força a abrir, ele quer que você o use, então vamos abrir, e ai a mágica acontece.

A tela é enorme, mas não é grande demais, tem um tamanho perfeito para se usar com as duas mãos, da para digitar bem nele, mas tem que aprender novamente como usar, pois você acaba obrigatoriamente usando as 2 mãos, o que no começo acaba sendo um pouco mais difícil do que em uma tela grande de um celular como o S10+ por exemplo. Mas a gente se acostuma.

Ao abrir o Google Maps por exemplo, na tela principal, nada de mais, alias é até pequena frente ao do S10, dá para usar, e a gente já está acostumado, mas ao abrir o Galaxy Fold, entendemos a ideia do aparelho, e o quanto ela é bem vinda e interessante.

Ao abrir o Galaxy Fold temos muito mais informações, um mapa maior ajuda muito, pois podemos ver ao redor com mais facilidade, principalmente quando não conhecemos o lugar que estamos indo.

Em uma viagem por exemplo, vamos usar Orlando nos Estados Unidos, com a tela aberta, e eu procuro um lugar para comer, eu posso ver não apenas o lugar que estou querendo ir, mas também outros pontos de interesse que eu posso marcar para ir depois de comer, como loja, pois o mapa tem praticamente o dobro de informações.

Em um site aberto, fica muito melhor para ler as matérias, tem mais informações, as letras são um pouco maiores, e precisamos rolar menos a tela.

Gmail nem preciso falar né? é extremamente funcional essa tela, podemos ter muito mais emails para ler, e quando se vai digitar, temos mais espaço para ler o que estamos fazendo sem rolar a tela.

Filmes e youtube nem precisava falar, com a tela aberta é uma delicia assistir qualquer coisa, afinal, é uma tela com o dobro do tamanho, ou até mais dependendo do aparelho que você tem, tela mair, mais detalhes, mais informação, cansa menos a vista para assistir.

Claro ele o Galaxy Fold é pouco mais pesado que um aparelho comum, mas nada que atrapalhe, ele também é gordinho, quando fechado, mas não temos como evitar, afinal ele se fecha para proteger a tela, que é dela que vamos falar agora.

Vocês devem estar curiosos, mas e a tela? como ela é?

Bom a tela do Galaxy Fold é bem gostosa de usar, apesar de não ser de vidro, o toque é preciso, é liso de passar o dedo, porem é mais delicada.

Não temos um vidro protegendo a tela, apenas uma película que a própria samsung coloca, e para complicar não podemos aplicar nenhuma outra película em cima dessa tela, afinal ela não é de vidro, é um tipo de plastico, que é maleável, mas quando apertamos na tela, não sentimos que ela é frágil, mas sim ela é.

A dobra do Galaxy Fold, mostra sinais da curvatura, bem onde ela é dobrada, da para ver a marca, isso não é um defeito, e dá para ver quando ele está com a tela apagada, ai conseguimos ver bem a marca da dobra.

Mas com ele ligado não da para ver praticamente nada, mas ela existe, e falando com o Nannetti, ele disse que percebeu que a dobra ficou um pouco, mas muito pouco mais visível desde quando ele pegou o Galaxy Fold.

O que acho natural, afinal a gente está abrindo e fechando o aparelho muitas vezes, principalmente no começo onde achamos um brinquedo novo, e muitas pessoas querem ver.

Mas ele não teve nenhum problema ainda com o aparelho.

Claro, nem tudo é perfeito nesse aparelho, O Galaxy Fold infelizmente não tem proteção contra poeira, mas acredito que na segunda geração isso ja deve estar começando a ser resolvido, não sei se um dia sera 100% resistente, mas acho que uma proteção intermediária deve chegar.

O Galaxy Fold tem o mesmo processador do S10+, as mesmas câmeras, e tem 12gb de ram com 512 de espaço interno, e é dual chi.

Sua bateria não empolga muito apenas 4380mAh, o que pode ser pouco para um aparelho com uma tela desse tamanho, mas Sabemos que aparelhos da Samsung, costumam beber muita bateria, isso nunca foi segredo, afinal se você quer desempenho eu te entrego, mas alguém precisa me dar energia para isso, e a bateria é que come o pato.

É verdade que a Samsung melhorou bastante a otimização da bateria, mas ainda está longe de ser algo que dure um dia todo de uso intenso, acho que no Galaxy Fold isso não deve ter mudado, e você ainda vai precisar por carga ao longo do dia.

Uma coisa bacana é ele ter carregador de indução, mesmo sendo com duas telas, acho isso muito bom, pois eu por exemplo, no carro, uso um carregador Fast da Nilklin por indução, que fica preso no painel do carro, e com a capa que vem com o carregador para o S10+ apenas entro no carro e ele já começa carregar.

Como minha central multimídia da Pioneer, a 9180TV tem wifi para o uso do Android Auto sem fio e espelhamento, eu não tenho mais cabos no carro.

Entro no carro, ligo o carro, e menos de 30 segundos depois  meu celular já está carregando, e o Android Auto já está na minha tela, e sem fio, isso é o melhor dos mundos.

O Galaxy Fold também está com o Android Pie, e por enquanto, não se falou nada de atualizar esse aparelho para o Android 10, mas isso é apenas questão de tempo, A Samsung já não tem mais esse problema de demorar anos para atualizar, ela desde o S8, passou a ser uma das mais rápidas em atualizar os aparelhos, tanto que o S10 e o Note 10 já estão com o Android 10 em beta, o que acredito que em meados de fevereiro devem receber o Android 10 de forma oficial.

O Galaxy Fold o que pode atrasar um pouco o Android 10 é justamente sua tela dupla, afinal precisa estar bem otimizado para não dar problemas.

Eu sei que outro fabricante, a Huawei também tem o seu. o MateX, e ok, vamos ser sinceros, ela parecia mais bonito que o da Samsung. isso é verdade.

Mas depois de usar o Galaxy Fold e até o Nannetti conversando comigo, como será que o MateX vai proteger sua tela?

Sim amigos, isso é algo que eu também queria saber, afinal, a tela do MateX é ao contrario.

Enquanto o Galaxy Fold dobra para dentro a sua tela, o que faz todo sentido, como um livro, para proteger, afinal ela é frágil.

O MateX dobra a tela para fora, deixando a mesma totalmente exposta.

Acredito que ele não deva ter um carregador por indução quando ele está fechado, pois a base deve estar do lado interno. e quando colocamos no bolso? essa tela não vai riscar?

Se tiver uma chave, uma moeda no bolso?

Como até o momento praticamente ninguém viu esse aparelho nas mãos, fica complicado ter uma ideia de como ele se comporta, se teremos uma capa, se a Huawei inventou um outro tipo de tela curva, que não risca e se cair não quebra, o que acho pouco provável.

Mas fato é que a Samsung mostrou em Barcelona, liberou o Galaxy Fold , teve sérios problemas, retirou o aparelho, fez os ajustes e colocou no mercado.

Eu confesso, fui um dos milhares que olhou torto para o Galaxy Fold, depois de 20 anos escrevendo, como tantos outros, achei que não podia ver uma função para esse aparelho.

Mas só pegando ele na mão, e usando é que podemos realmente entender como ele é prático e funcional.

Eu confesso que gostei e que desejo um, mas o impedimento é grande ainda, muito grande.

Ele ainda não está no Brasil, alias acho que o único Galaxy Fold do Brasil, tirando algumas pessoas internas na Samsung que possam estar com ele, é o que o Nannetti tem, e antes que alguém fale, a Samsung mandou para ele.

Não amigos, é que ele é meio maluco mesmo, o cara foi para a Coreia só para comprar o aparelho, e eu achando que era doido hahaha, nesse vídeo ele explica como, https://www.youtube.com/watch?v=_lug6f0q1tk

Mas voltando ao assunto.

Porque vai ser complicado ter um Galaxy Fold.

Bom primeiro porque no Brasil ainda nem se fala de data, sabemos que ele vem, já me confirmaram isso, mas não quando.

Acredito que chegue no ano que vem, mas a Samsung pode ter uma surpresa de fim de ano, quem sabe!!!

Mas ele não é barato, em nenhum lugar do mundo.

Vou pegar como Base a Espanha, já que é um lugar que vou todos os anos cobrir a MWC.

Já existe para comprar em Barcelona, custa 2020 EUROS.

Em uma conversão direta ele sai R$ 8.934,06, então vamos fazer a conta completa.

R$ 8934,06 + 6,38% de IOF =R$ 9,504,05

A cotação ai de cima foi baseada no valor do Euro do Google.

Se a gente for comprar no nosso cartão, a conversão fica mais complicada, pois ele vai converter o Euro para dólar, e o dólar para Real, e no meu cartão a conta ficou em R$ 10,091,36.

Primeiro, a cota já era, se você for comprar um Galaxy Fold no exterior, tem que levar um cel velho, para descartar e voltar com ele, isso pode, não é ilegal e não vai ser taxado, pois o aparelho de uso pode ser qualquer um, desde que você não tenha 2 aparelhos.

Mas e o tal bloqueio da Anatel, não se preocupe, aparelhos que são de empresas que estão no Brasil, não são bloqueados, e o Galaxy Fold vem para o Brasil, inclusive já deve estar sendo homologado pela Anatel, então não tem o risco de ser bloqueado.

Resumindo um Galaxy Fold comprado la fora não custa menos de 10 mil reais.

Quando ele chegar ao Brasil, e acho que dificilmente será fabricado aqui, e teremos uma quantidade finita de aparelhos, ele deve chegar nesse patamar de 10 mil reais.

Se as configurações forem mantidas é claro. Se a Samsung trouxer uma versão mais em conta, os números abaixam.

Agora vamos a pergunta final, ele vale a pena o investimento?

Bom, eu sou suspeito, eu gosto de ter os primeiros lançamentos, mesmo sabendo que isso pode não dar certo e ser abandonado.

Mas no caso do Galaxy Fold acho que teremos uma segunda e terceira geração.

Eu sei que se puder não irei esperar a segunda geração, mas com a cabeça pensando de forma correta, eu falaria, espere a segunda geração do produto.

Tecnicamente ela já é a segunda geração, a primeira foi a que deu problemas com o povo testando e a Samsung retirou ele do mercado e arrumou os problemas.

Mas porque?

Simples, essa tecnologia ainda está muito  nova, devem aparecer alguns problemas, e não sabemos se a garantia irá cobrir.

Ele não tem proteção nenhum contra água e poeira, se você fechar a tela e tiver um grão ali por exemplo, adeus tela.

“Ainda”não se pode colocar uma proteção na tela, além da que já vem com ele.

O Preço ainda é proibitivo para a maioria das pessoas, mesmo a gente sabendo que esse aparelho não é para todos, nem todo mundo precisa de um aparelho com uma tela enorme.

Enfim o Galaxy Fold tem tudo para ser um sucesso, a Samsung ainda não tem nem condições de atender toda a demanda, e por isso está soltando aos poucos nos mercados.

Mas ele já é uma realidade, já é possível comprar o celular, e a San sai na frente, mostrou o aparelho em Barcelona na redoma, igual a Huawei, mas não ficou apenas no mostrar, já colocou no mercado, e quem tiver condições, é só ir na loja e comprar.

Abraços a todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.