Equipamentos da Honda Energy estão a caminho do Rio Grande do Sul

 Os equipamentos dos aerogeradores que darão forma ao parque eólico da Honda Energy do Brasil já estão a caminho do site localizado na cidade de Xangri-lá, no Rio Grande do Sul. Importadas dos Estados Unidos, China e Dinamarca, as peças chegaram pelo porto de Imbituba, em Santa Catarina, onde foram descarregadas e organizadas para o transporte rodoviário, iniciado nesta semana.

Diariamente, as carretas deixarão o porto, com intervalo de 1 hora entre as saídas, rumo ao parque de Xangri-lá, percorrendo um percurso de 270 km. Ao todo, serão transportadas 27 pás, 9 torres e 9 naceles, parte instalada no alto da torre do aerogerador composta de caixa de engrenagens, gerador, controle eletrônico e transformador.

Os equipamentos da Honda Energy serão um dos maiores do Brasil. As torres têm 94 metros de altura e o ponto mais alto do conjunto alcançará 150 metros. Cada pá, por sua vez, possui 55 metros e 15 toneladas. Para deslocá-las, foi organizado um esquema especial com carretas extensíveis que garantem um transporte sem danos ao equipamento. Toda a operação logística deve durar cerca de três semanas e será escoltada pela equipe de segurança rodoviária credenciada.

A montagem dos aerogeradores está prevista para começar ainda no mês de agosto. As obras do parque estão 67% finalizadas e seguem de acordo com o cronograma previsto. “Hoje, somos um time de 130 pessoas, entre colaboradores diretos e indiretos, empenhados em garantir que o padrão de qualidade e respeito ao meio ambiente da Honda esteja presente em todas as etapas do projeto. Estamos muito satisfeitos com o andamento da obra e devemos iniciar as operações do parque já neste segundo semestre”, afirmou Carlos Eigi Miyakuchi, presidente da Honda Energy do Brasil.

O primeiro parque eólico da marca, que conta com investimentos na ordem de R$ 100 milhões, terá nove turbinas, de 3MW cada, com capacidade instalada de 27MW. Isto representará a geração de 95.000 MW/ano, o equivalente ao consumo de energia de cidades com aproximadamente 35 mil pessoas. Com o projeto, a empresa deixará de emitir 2,2 mil toneladas de CO² por ano, o que representa aproximadamente 30% do total gerado pela fábrica, que possui capacidade instalada para a produção anual de 120 mil automóveis.

Esta é uma iniciativa inédita no segmento automotivo brasileiro e no grupo Honda em todo o mundo. “Desde que iniciou a produção no Brasil, em 1976, a Honda tem se empenhado em contribuir com a sociedade brasileira e minimizar os impactos ambientais de suas atividades. A produção de energia limpa se soma a diversas outras inciativas realizadas em nossas fábricas, escritórios e redes de concessionárias para reduzir as emissões de CO2 em nossas operações”, destacou Eigi.

Talvez você se interesse

Kingston atualiza linha de cartões de memória Canvas e leitor MobileLite

A Kingston anuncia a atualização da família de cartões de memória SD e micro SD, Canvas, e dos leitores Mobile Lite para as linhas Canvas Plus e MobileLite Plus. A nova linha Plus de cartões...

Intelbras apresenta ao mercado o Smart Box TV IZY Play

A Intelbras, indústria brasileira desenvolvedora de produtos e soluções tecnológicas, apresenta ao mercado o Smart Box TV IZY Play, aparelho que transforma qualquer TV em smart. Além disso, também é possível conectá-lo a jogos...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here