Em meio à pandemia da covid-19 (enfermidade causada pelo novo coronavírus), o setor de entretenimento, empresas, bares, shoppings, escolas e outros estabelecimentos foram obrigados a fechar as portas para preservar a saúde de seus colaboradores, clientes e parceiros de negócios, seguindo a recomendação das autoridades. Nesse cenário inédito, as marcas estão se reinventando e inovando.

Com o Escape 60, franquia pioneira no desenvolvimento de jogos de fuga presenciais no Brasil, não foi diferente. Visando a proteger e assegurar a saúde de todos, a marca fechou suas unidades em todo o País e focou seus esforços no desenvolvimento de um entretenimento para o isolamento social, criando o Escape60Play ou apenas E60Play.

“Uma de nossas principais diretrizes estratégicas é a inovação. Já criamos vários modelos de jogos que vão além das salas tradicionais, tais como o Escape Bus, totens interativos, jogos de plenária, X-treme e jogos pocket. A ideia de um jogo on-line já estava em nosso pipeline de desenvolvimento, mas a situação atual, com a pandemia da covid-19, acelerou o lançamento dessa modalidade. Assim conseguiremos levar a experiência do Escape60 para a casa das pessoas, colaborando com a diversão individual ou em família”, diz Jeannette Galbinski, diretora de Marketing do Escape 60.

Para jogar o Escape60Play, basta ter acesso à internet, um computador ou smartphone. Ao contrário das salas do Escape60, onde não é permitido o uso de telefones celulares, esses jogos estimulam pesquisas que podem ser feitas, por exemplo, com o auxílio de buscadores como o Google.

“A dificuldade dos enigmas vai aumentando conforme a evolução do jogo, e aqueles que quiserem poderão comunicar-se com seus amigos ou familiares durante a experiência. O jogador tem tempo infinito para jogar, pode inclusive pausar e voltar no dia seguinte – ele volta ao enigma que estava e não ao começo. Outro grande desafio, também, é correr contra o tempo e estipular seu recorde, já que existirá um ranking de mestres Escape 60 com a classificação dos melhores tempos”, explica Jeannette.

Ainda de acordo com a executiva, neste primeiro momento, estará disponível o jogo ‘Operação Cyber-Twins’, mas novos jogos já estão em desenvolvimento. “Os jogadores podem esperar por boas surpresas no futuro.”

Atenção: o que era apenas uma ameaça agora é realidade!

No jogo, o temível projeto Cyber-Twins da megacorporação Pegasus entrou em ação. Dois dos principais agentes secretos do planeta, um da CIA e um do MI6, foram sequestrados e clonados antes de ser cruelmente assassinados. O objetivo é que essas réplicas, os Cyber-Twins, sirvam a organizações terroristas ligadas à Pegasus. Foram identificados seis clones espalhados pelo planeta que precisam ser imediatamente localizados e eliminados.

Além disso, será preciso descobrir o nome e o código de identificação do laboratório secreto da organização. Nesse inovador desafio, o jogador é convocado como analista de informações do Sr. Malik Kajumba, e terá de resolver enigmas e quebrar códigos. O relógio é o principal inimigo, e não poderá haver falhas.

A idade mínima recomendada para esse jogo é 12 anos para uma disputa individual, mas toda a família pode participar com crianças um pouco mais jovens. Muito em breve, a franquia lançará títulos infantis.

“Esse jogo foi criado especialmente para você que, assim como nós, está em casa durante essa quarentena. As unidades fecharam para seguir as orientações governamentais e colaborar com a preservação da saúde de todos, mas continuamos desenvolvendo jogos porque essa é a nossa paixão”, finaliza Jeannette.

O primeiro jogo do Escape60 Play já está disponível totalmente gratuito por meio do website: https://escape60.com.br/e60play

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui