Olá amigos, o HTC Ultimate ta fazendo sucesso por ai.

E resolvi criar o especial do leitor, desta forma podemos ver pelo olho de um leitor e não apenas por mim algumas coisas de vários aparelhos.

O primeiro da Série é o do leitor @sandromaia que é um dos leitores mais antigos do blog. o Próximo um especial sobre Windows Phone e RAZR

Espero que gostem. Abraços

Após muito tempo vendo vídeos e notícias na internet sobre o Windows Phone 7, fiquei extremamente curioso para testar este aparelho, principalmente pelo fato de ser bem diferente dos Androids e do IOS, os sistemas mais utilizados atualmente. Cabe lembrar que antes do Ultimate, usava um iPhone 4, porém não entro na velha discussão sobre qual sistema operacional é melhor. Considero o melhor aquele que faz o que eu preciso no dia a dia, e neste ponto de vista, iOS e o próprio WP7 se portam muito bem.

APARELHO

O aparelho é bem construído, numa cor sóbria e bem grande. Comparado ao iPhone ele é quase um tablet. Eu insistia em dizer para os amigos que um celular não precisava ter mais que 3.5 polegadas, isso até usar este gigante, com suas 4.7 polegadas. Além disto, ele não incomoda nem um pouco no bolso, isso falando do público masculino. Não imagino uma mulher com um aparelho destes.

Aparentemente, a Microsoft quer seguir um padrão com os seus fabricantes, para que não ocorra o mesmo que atualmente acontece com os aparelhos com Android. Cada fabricante faz um aparelho com uma especificação, e quando sai uma atualização, muitos ficam sem poder atualizar seu aparelho.

O Ultimame vem com um Processador Qualcomm Snapdragon MSM8255, de 1.5 ghz single core. Junto a isso, possui 512 mb de ram e 16 gb de armazenamento. Muita gente pode criticar o fato deste aparelho não possuir uma entrada para cartões de memória, mas no iPhone não existe, então não me fez falta. Até porque 16 gb para um celular está de bom tamanho para mim.

A tela é dotada do S-LCD, nova tecnologia adotada pela HTC. O touch responde bem, é a experiência de uso com uma tela deste tamanho se torna melhor ainda.

O aparelho possui uma camera de 8mp, com um duplo flash de led. A qualidade das imagens é bem satisfatória para um celular. Algumas fotos noturnas ficaram com bastante ruído, mas isto é até normal, pelo fato de ser um celular.

O que eu achei mais interessante na construção deste aparelho é o fato da parte traseira funcionar como uma case para o celular. Quando a removemos, dá a impressão de que ela é uma case, envolvendo toda a tela.

Ainda falando da parte traseira, ele possui uma bateria de 1600 mAh, que ao meu ver, aguentou muito bem o meu uso. Utilizei ele durante os testes da seguinte maneira:

Dias da semana:

– 3 hrs de música
– Internet por 2 hrs em 3g (Twitter, Facebook, Email e alguns sites)

O período de testes foi das 06:00 as 19:00, sobrando 35% de bateria.

Final de semana:

– 2 horas de música
– Internet utilizada esporadicamente durante o dia, mais para verificar emails.

O período de testes foi das 09:00 as 22:00, sobrando 23% de bateria

Nos testes, 3G e WI-FI ativos o tempo todo e brilho no automático.

Como acessórios, a HTC disponibiliza somente o carregador, um cabo usb e um fone de ouvido, que testei e não gostei muito da qualidade. O fone do iPhone ainda é superior.

Com uma tela deste tamanho, devem estar pensando: E o GPS, é bom. Posso dizer que é ótimo. Não usei nenhum aplicativo curva a curva, mas posso dizer que o sincronismo aqui foi muito rápido. Utilizei basicamente o Aplicativo de Mapas e o Foursquare. O tempo de sincronização foi de 5 a 10 segundos.

SISTEMA

Tá aí algo que a Microsoft acertou! Qualquer pessoa que pegar um aparelho com este sistema, consegue utilizar sem maiores problemas. A interface é a mais simples e prática possível. Ao ligar o aparelho, ele te dá literalmente boas vindas, e pergunta se vc já possui uma conta Live. A partir daí, tudo é uma maravilha. Se você utiliza os serviços de Calendário, Contatos, etc do Google, é possível fazer uma rápida sincronização. Além disto, é possível sincronizar Facebook, Twitter, Linkedin.

O primeiro ponto positivo, digamos 80% positivo é o fato de você não precisar de nenhum aplicativo para twittar ou postar algo no Facebook. Só não consegui visualizar as DM’s do Twitter por ele. Nos contatos, é possível linkar rapidamente uma pessoa a seu perfil nas redes sociais, fazendo com que todos os contatos tenham fotos (Sim, tem gente que gosta disso).

O menu de configurações do aparelho é bem simples e intuitivo. Nada de precisar entrar dentro de 3 menus para encontrar uma opção.

A HTC incluiu uma ferramenta chamada HTC HUB, que pra mim é só pra inserir coisas inúteis (MINHA OPINIÃO), mas que pode ser interessante para outras pessoas.

Até o momento que estou escrevendo este post, o sistema se mostrou muito, mas muito estável. Ouvi relatos de pessoas reclamando de travadas, mas isto não aconteceu comigo. Adianto que não testei nenhum jogo, até porque não sou adepto de jogos pra celulares.

Pra quem saiu de um iPhone, posso dizer que só senti falta de uma coisa no sistema, e ela se chama ECHOFON. O aplicativo mais próximo que encontrei pra uso, e que ainda possui muitos bugs é o SEESMIC.

O aplicativo nativo para email resolve bem: Simples, prático e direto ao ponto. Ao receber mensagens em HTML, ele não baixa as imagens automaticamente. Se for necessário baixar, basta clicar em qualquer quadro das imagens que ele baixa automaticamente.

O Internet Explorer é muito melhor que qualquer outro browser de celulares que utilizei. Mesmo tendo selecionado nas configurações para abir o site mobile, ele abre o site inteiro. A visualização é maravilhosa, quanto a isso não tenho o que reclamar, e olha que sou bem chato com relação a isso. Uma coisa que achei muito boa é a barra de endereço ficar na parte inferior, e não na superior.

Agora a parte que com certeza vai importar para muita gente: Musica! Neste ponto, temos duas experiências distintas: Uma para usuários do Windows com o Zune e outra para usuários de Mac com o Windows Phone 7 Connector. Certeza que irão me chamar de “MACFAG”, mas a usabilidade foi melhor no MAC. O WP7 Connector é, assim como o sistema do celular, bem simples. Você abre o programa e ele te traz toda a biblioteca do iTunes. Já no Windows, isto também acontece, mas de uma forma mais desorganizada, com o poluído Zune.

O Player de mídia é bom, com exceção que não é possível arrastar até o ponto da música ou vídeo, como é feito em qualquer outro sistema. No WP7 é necessário utilizar o velho sistema de RRW e FFW. Também não é possível se increver em podcasts, para baixar diretamente pelo aparelho. Sempre que tentei, ele me levava para a página do Zune. No mais, ele possui um equalizador de som muito bom, e se você tiver um bom fone de ouvido, a experiência será bem interessante.

O Market é um assunto a parte. Existe bastante coisa, mas pouca coisa útil. Instalei alguns aplicativos, e o desempenho dos mesmos é muito bom, sem travamentos ou saídar inexperadas. Creio que com a chegada dos aparelhos da Nokia, os desenvolvedores se interessarão mais pela plataforma. No momento, ela está como o Android, precisa amadurecer, mas está indo pelo caminho certo.

Resumindo, é um aparelho muito bom, que resolve 80% das minhas necessidades do dia a dia com relação a um Smartphone. Como puderam perceber, esse review não tem screenshots, isto porque o sistema não tem esta função nativa. E no Market ainda não existe nenhum aplicativo para isto. Bom, é isto. Qualquer dúvida, deixa um comentário que se eu souber, responderei com certeza.

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui