Não tenho medo de dirigir de noite, mas tenho medo de atropelar algo de noite, em estradas, depois de horas dirigindo, achei bem útil o sistema noturno.

A Ford Europa anunciou uma tecnologia que permite ao veículo detectar pedestres mesmo em condições de pouca luz e evitar atropelamentos, acionando automaticamente os freios se necessário. O sistema funciona com o auxílio de uma câmera sofisticada e deve equipar os primeiros carros da marca ainda este ano, inicialmente no mercado europeu.

Como parte desse desenvolvimento, a empresa promoveu uma pesquisa para saber o que os motoristas temem ao dirigir à noite. A cegueira noturna ao volante e o receio de atropelar alguém foram as preocupações mais citadas.

“Sabemos que para alguns motoristas dirigir à noite é uma experiência estressante, especialmente em grandes cidades onde é comum ver pedestres distraídos com o celular na mão. Eles podem atravessar a rua sem serem vistos no escuro e deixar os motoristas sem tempo de reação”, diz Gregor Allexi, engenheiro de segurança da Ford Europa. “O detector de pedestres ajuda a identificar pessoas que já estão na rua ou a ponto de atravessar.”

Diante desse cenário, a engenharia da Ford busca várias soluções para melhorar a segurança de direção noturna. A nova tecnologia que visa a evitar atropelamentos funciona com amplo ângulo de visão e capacidade de processamento de imagens ultrarrápido, mesmo em situações de baixa iluminação. Uma câmera opera em conjunto com um banco de dados de “formas de pedestres” para distinguir pessoas de objetos como árvores e sinais de trânsito.

Ao identificar o risco de atropelamento de um pedestre, o sistema primeiro dispara avisos sonoros e visuais para o motorista e, se ele não tomar nenhuma ação, aciona os freios automaticamente. Durante o seu desenvolvimento, a equipe de engenheiros da Ford trabalhou à noite levando “dummies” de tamanho natural para testes em pistas fechadas e em ruas de cidades movimentadas, como Paris e Amsterdã.

A nova tecnologia é um aprimoramento do sistema autônomo de frenagem com detector de pedestres já oferecido pela Ford em modelos como o Fusion, com o apoio de sensores de radar e câmera.

Medo de dirigir à noite

Na pesquisa encomendada pela Ford, feita com milhares de pessoas em todo o continente europeu, 81% dos entrevistados admitiram ter medo de dirigir à noite. Entre as mulheres, o número sobe para 87%. Para mais da metade, a má visão noturna é uma fonte de estresse e mais de um terço temem se envolver em acidentes.

No Brasil, dados coletados pelo Observatório Nacional de Segurança Viária mostram que, só em 2012, mais de 8.800 pedestres morreram devido a acidentes de trânsito.

Deixe uma Resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here