fordtrofelA Ford foi homenageada com o troféu Selo CONPET por ser uma das fabricantes com a maior porcentagem de veículos dentro da sua linha reconhecidos com o selo de eficiência energética do Programa Nacional da Racionalização no Uso dos Derivados do Petróleo e do Gás Natural. Para receber este selo, o veículo precisa estar entre os melhores em economia de combustível tanto na sua categoria como na classificação geral do mercado – com A em pelo menos uma das classificações e B na outra.

Dos 41 veículos da Ford que fazem parte do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, coordenado pelo INMETRO, quase a metade (19) são classificados com o Selo CONPET. Encabeçando a lista está o Fusion Hybrid, o carro mais econômico do Brasil, com consumo de 16,8 km/l na cidade e 14,7 km/l na estrada com gasolina.

Outros modelos da Ford com o Selo CONPET são: Novo Ka 1.0 e 1.5, Novo Ka+ 1.0 e 1.5, New Fiesta Hatch 1.6 manual e PowerShift, New Fiesta Sedan 1.6 e Focus Hatch 1.6, em diferentes versões de acabamento.

“Esse número mostra o avanço da Ford em termos de tecnologia para a eficiência energética. Quando se considera o total de mais de 570 modelos de 36 marcas participantes do programa, que tem adesão voluntária, na média só 23% contam com o Selo CONPET”, diz Oswaldo Ramos, gerente geral de Marketing da Ford, que recebeu o troféu.

Além do desenvolvimento de tecnologias inovadoras de motores – como o 1.0 TiVCT 12V Flex do Novo Ka -, a Ford tem investido em várias abordagens para aumentar a eficiência energética de seus veículos. Entre elas está a redução do peso com novas técnicas de design e materiais, o uso de direção elétrica – que ao contrário do sistema hidráulico não rouba potência do motor -, transmissões de faixa ampla, pneus de baixa resistência ao rolamento e o refinamento aerodinâmico da carroceria.

 

“O Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular e o Selo CONPET são referências importantes para os consumidores, que assim podem comparar os diferentes veículos existentes no mercado e escolher os mais eficientes, tanto em termos de economia para o seu bolso como para redução do impacto no meio ambiente”, completa Oswaldo Ramos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.