Tempo para Leitura: 3 minutos

A HP anuncia hoje o lançamento e a fabricação local de três modelos de servidores blade de missão crítica com processadores Intel® Itanium® série 9500 que inauguraram uma nova era no poder de processamento e desempenho. Com a fabricação destes equipamentos no País, estas soluções para ambientes HP-UX de alta disponibilidade chegam ao mercado com preços extremamente competitivos.

Estudos realizados pela IDC apontam que, no mundo, é cada vez maior o número de aplicações consideradas críticas em empresas de todos os tamanhos. Para uma grande parte das organizações, ambientes baseados em UNIX continuam sendo os únicos capazes de oferecer uma experiência de missão crítica completa, com altos níveis de confiabilidade, escalabilidade e disponibilidade.

Ainda de acordo com a IDC, o mercado de servidores movimentou mais de US$56 bilhões no mundo em 2012. O setor movimentou no País algo em torno de US$1,4 bilhão, ou cerca de 2,6% do mercado mundial.

Os servidores da HP de missão crítica, ou BCS (Business Critical Systems) em inglês, atendem a organizações que necessitam de soluções com altíssima disponibilidade e desempenho. Líder global do segmento, a HP fabrica servidores de padrão de indústria (ISS) no Brasil desde 1998 – sendo que os de missão crítica desde 2011 –, e oferece às empresas brasileiras a solução ideal para gestores de TI que procuram o respaldo de uma marca confiável e inovadora, além de segurança para suas aplicações. Baseada em Campinas, a planta fabril conta com a mais alta tecnologia e está preparada para atender à demanda crescente do mercado brasileiro.

“O portfólio da HP tem a missão de suprir não somente as necessidades atuais de seus clientes, mas a demandas futuras que serão ainda maiores e mais complexas, atentando também para a redução no custo total de propriedade e o consumo de energia. Com base nos aprimoramentos da HP e no processador Intel® Itanium® da série 9500, as transações são processadas três vezes mais rapidamente (1) se comparadas com as gerações anteriores, além de consumir 21% menos de energia (2)”, afirma Marcos Gaspar, diretor de vendas de servidores de missão crítica da HP no Brasil.

“Como resultado, os clientes podem obter uma economia de até 33% no custo total de propriedade (TCO) destas soluções, o que é extremamente vantajoso para um mercado em que cada real investido deve ser justificado para a maior rentabilidade e produtividade”, finaliza Gaspar.

Este lançamento é mais um importante passo da HP em seu compromisso com a inovação para a plataforma HP Integrity. Com os avanços na disponibilidade e na confiabilidade, a HP continuará aprimorando as plataformas HP Integrity já estabelecidas no mercado e compatíveis com os sistemas operacionais HP-UX, HP NonStop e OpenVMS. Tecnologias como Cloud Computing, virtualização e o fenômeno do Big Data são alguns dos impulsionadores deste mercado.

A HP reforça o seu compromisso com o Brasil e com a inovação

A HP recentemente completou 45 anos de atuação no Brasil e acompanhou o desenvolvimento tecnológico, econômico e político do país neste período. Maior empresa de TI do mundo, a HP participa ativamente do crescimento da economia brasileira com cinco fábricas e um centro de Pesquisa e Desenvolvimento, além de três datacenters.

Com a iniciativa de produção local dos servidores blade com os processadores Intel® Itanium® série 9500, a HP fortalece ainda mais o seu portfólio de Infraestrutura Convergente para missão crítica, entregando aos clientes maior resiliência e oferecendo proteção ao investimento para cargas de trabalho pensadas para a próxima década.

Os três novos Servidores Blade HP Integrity – HP Integrity BL860c i4, HP Integrity BL870c i4 e HP Integrity BL890c i4 – foram desenvolvidos para o gabinete HP BladeSystem c-Class e proporcionam uma exclusiva flexibilidade da carga de trabalho com os únicos recursos de partições físicas isoladas eletricamente que isolam completamente as cargas de trabalho sem comprometer a integridade dos dados.

Os processadores Intel® Itanium® série 9500 apresentam uma microarquitetura totalmente nova e oferecem avanço revolucionário de desempenho, confiabilidade e melhoria no consumo de energia. Quer seja para servidores que rodam sistemas integrados de gestão (ERP) ou armazenamento de dados em larga escala, como também para aplicativos para bancos de dados e análise comercial, computação em nuvem ou Big Data, este processador possui tecnologia incomparável.

Com até oito núcleos reestruturados, 32 MB de cache do último nível e energia térmica máxima de 170 W, o processador Intel® Itanium® série 9500 possui arquitetura EPIC (Explicitly Parallel Instruction Computing), que permite que os compiladores especifiquem, programem e exportem as várias formas de paralelismo inerentes aos programas do usuário.

“A série de processadores Intel® Itanium® 9500 representa um dos mais sofisticados processadores da Intel. Ele oferece um aumento significativo de desempenho com o dobro de núcleos da geração anterior – ou até oito núcleos nesta versão”, afirma Reinaldo Affonso, diretor de desenvolvimento tecnológico da Intel na América Latina. “Em um cenário em que cada vez mais as empresas dependem da tecnologia como uma vantagem competitiva, muitos aplicativos empresariais são considerados de ‘missão crítica’. Eles precisam estar sempre disponíveis, com alto desempenho, serem extremamente confiáveis e terem o menor consumo de energia possível. É precisamente para estas cargas de trabalho que a Intel desenvolveu este processador”, complementa Affonso.

“Nossos clientes de missão crítica enfrentam demandas sempre crescentes no que se refere à disponibilidade, desempenho e segurança de seus aplicativos mais críticos”, comenta Gaspar. “Este anúncio demonstra o compromisso contínuo da HP para transformar o mercado de servidores e garantir que as áreas de TI continuem trabalhando em harmonia com as necessidades de negócios”, conclui o executivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.