pt flag
en flag
es flag
Escute nosso texto.
Voiced by Amazon Polly

Encontrar uma babá de confiança, com referências, que se dê bem com as crianças e, claro, com a agenda sempre disponível é o sonho de consumo de muitos pais que desejam um momento a sós, precisam resolver uma emergência no trabalho ou apenas querem ir no aniversário daquela amiga no meio da semana. Para descomplicar o “vale night”, famílias têm apostado na tecnologia utilizando plataformas que conectam pais e babás, como a líder europeia no segmento Sitly. Lançado no Brasil em setembro, o app já registra a impressionante marca de 1.700 usuários cadastrados diariamente e, até o fim do ano, espera reunir pelo menos 200 mil babás disponíveis em todas as regiões do País.

Segurança em primeiro lugar

O conceito é o mesmo utilizado em apps de relacionamento: pais e babás em uma mesma região podem procurar pelo match perfeito e trocar mensagens com as babysitters cadastradas, que oferecem no aplicativo e no site uma breve apresentação pessoal com foto, dias e horários livres, valor cobrado por hora e os tipos de tarefas que se propõem a fazer. “A Sitly facilita o acesso a profissionais disponíveis nos arredores, permitindo às famílias encontrarem babás que, de outra forma, talvez jamais conhecessem. Porém, é importante frisar nossa preocupação com a segurança: o aplicativo é utilizado somente para o contato inicial. Se a conversa online for interessante, os pais devem agendar uma entrevista ao vivo com a pessoa escolhida e, durante esse bate-papo, pedir referências e outras informações relativas a experiências anteriores”, explica Rosele Martins, coordenadora de Relações Públicas da empresa no Brasil.

Para quem tem dúvidas sobre o que questionar no primeiro encontro com as candidatas, a Sitly disponibiliza uma lista de perguntas em seu site. “Recomendamos aos pais que chequem as referências, verifiquem os perfis das profissionais nas redes sociais e sempre conversem pessoalmente antes de contratá-las”, completa Rosele.

Tecnologia a serviço das famílias

Criada em 2009 por um pai que teve dificuldade para encontrar o cuidado que desejava para os filhos, a startup holandesa é um case de sucesso na Europa e agora está presente em dez países, com mais de 2 milhões de pessoas cadastradas na plataforma. As avaliações recebidas por outros usuários e filtros como idade, idiomas, dias disponíveis na semana e valor cobrado por hora são algumas das facilidades oferecidas pela ferramenta que dá acesso às famílias brasileiras à maior e mais confiável rede de conexão global com babás, algo que esperam há muito tempo.

Uma pesquisa feita pela Sitly na Europa e divulgada neste ano revelou que, após o nascimento dos filhos, metade dos casais entrevistados precisa de pelo menos três meses para conseguir ter um momento a sós. “A Sitly foi criada de pais, para pais. Queremos o melhor para os nossos filhos, mas ainda somos humanos e sempre precisamos de ajuda com as crianças por inúmeros motivos. Há excelentes profissionais procurando por oportunidades de trabalho flexíveis e a nossa plataforma une essas pessoas”, explica o fundador e CEO da Sitly, Jules van Bruggen, pai de um menino de 10 anos e uma menina de 7.

A integridade dos dados na Sitly é garantida por uma equipe de profissionais dedicados a avaliações manuais na plataforma e alertas de segurança. As babás cadastradas não têm acesso algum a detalhes como endereço e telefone dos pais, que, assim, garantem sua privacidade e têm total controle sobre suas informações.

No Brasil, o app está disponível para download nos sistemas iOS e Android. A plataforma também pode ser utilizada online pelo endereço www.sitly.com.br.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.