Tempo para Leitura: 1 minuto

Nesse domingo, Michael Schumacher estava esquiando com o filho nos Alpes Franceses quando sofreu uma queda batendo a cabeça em uma pedra. As primeiras notícias falavam que não era nada grave, mas hoje pela manhã, o hospital que ele está internado na França soltou um boletim médico e afirma que as condições dele são “extremamente grave”, e permanece em coma induzido para ajudar a melhorar sua condição médica.

Durante a conferência médica na manhã dessa segunda (30/12/13 – 8:50 horário de Brasília), os médicos falaram da situação do Schumacher e deixaram claro que a situação é grave, e disseram que ainda é muito cedo para qualquer prognóstico.

Professor Jean-Francois Payen disse:

Eu diria que esse acidente foi particularmente sério e assim foi tratado imediatamente no hospital. Ele foi operado imediatamente após exames no cérebro constatarem sua condição crítica. Assim como os cuidados com o cérebro, todos os tratamentos necessários foram iniciados, mas nesse momento não podemos comentar sobre o futuro de Michael Schumacher, nem se será possível uma recuperação completa. Ele está em uma condição crítica e sua condição é extremamente grave.

Também não podemos falar sobre sequelas. Estamos apenas falando dos procedimentos atuais e trabalhando hora a hora. Estamos tentando ganhar tempo, e nos dar tempo para trabalhar. O tratamento que estamos introduzindo, nós sabemos o que esperar desse tipo de tratamento. Mas nesse momento não posso dar maiores informações, e não posso falar em qual direção estamos indo ou qual prognóstico teremos.

Os médicos ainda comentaram que as boas condições físicas de Michael Schumacher podem ajudar na recuperação.

Aqui no Brasil, o apelo nas redes sociais é grande, todos torcem por uma melhora de Schumi!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.