Bom, passado um bom tempo de uso do aparelho, acho que já posso dar meus pitacos.

A Motorola fez um bom trabalho na nova linha G, ainda tem coisas para melhorar mas o salto foi bem interessante.

Vamos começar pelos pontos negativos, que são poucos, mas tem que ser mencionado.

A primeira coisa que me chamou atenção, foi que o G9 Plus tem saída mono, um retrocesso em relação a linha G8, e pode ser um ponto que incomode um pouco as pessoas, afinal é algo que se a pessoa gosta, ela não se preocupou em ver se tinha, já que a geração anterior era estéreo.

O segundo ponto é o de sempre, fone de ouvido de 10 anos já, acho que está na hora da Motorola dar uma atualizada no fone, se vai continuar colocando fone, então precisa por um fone um pouco melhor na caixa.

Não faz espelhamento de tela em TV, nem com Android Auto sem fio, nem é possível espelhar ele com cabo com software em PC ou Monitores.

O Moto G9 usa porta usb tipo C, mas com conexão 2.0, o que é uma pena, pois com isso a gente não consegue usar o aparelho em um monitor externo, para ter uma tela maior quando viajamos por exemplo. Já existem diversos monitores que usam o cabo tipo C, e assim é possível plugar o smartphone e ter sua tela em um monitor grande, eu uso  e muito essa opção em um monitor de 16 polegadas, é muito bom, pois em viagens ou mesmo alguma coisa que você precise fazer, mas da pra ser sem um notebook, porque sabe que o celular da conta do recado, basta o monitor e o celular, mas no caso da Motorola, não é possível usar esse recurso.

Outro ponto que acho ruim, é o fato dele não ter Miracast, que é o sistema de transmissão de dados sem fio, com isso podemos espelhar em qualquer TV o aparelho, e também usar com Android Auto sem fio, ele só aceita produtos que sejam compatíveis com o Google Cast, o que hoje significa cerca de 6% dos produtos do mercado, ou seja, você praticamente não vai conectar o aparelho em nada, o curioso nesse ponto é que a linha moto G tinha o recurso até o G7 se não me engano, mas foi desabilitada em uma atualização da Motorola, isso influencia no consumo da bateria? Claro que sim, é uma alta demanda de dados sendo transferidos sem fio, mas acho que nesse caso, quem devia decidir se quer ou não ter esse consumo, é quem comprou o aparelho, não o fabricante.

E por fim sua câmera noturna ainda deixa desejar, ela melhorou, mas ainda perde uma qualidade razoável em lugares com pouca luz.

Mas dos pontos negativos acima, podem considerar, que sou chato com som, então normalmente critico o fone de ouvido, a parte mono chama atenção por ser algo que retrocedeu, talvez por conta de espaço interno no aparelho, pois o custo já não é mais um ponto para baixar o preço, já que o G plus está em uma faixa de preço acima dos seus irmãos mais velho, e já encontra nessa categoria, aparelhos da LG e Samsung para disputar o mercado.

Já a câmera, tem evoluído bem, e sabemos que a Motorola tem tecnologia e competência para ter fotos noturnas com qualidade, mas aqui entra sim a parte de custo, pois uma câmera mais parruda, irá impactar no preço.

Mas a parte boa, é que as melhorias são bem mais significativas que os pontos que citei acima, começando pelo processador, que a Motorola acertou bem na escolha.

O Snapdragon 730G tem um ótimo desempenho com 4gb de ram e Android 10, está bem gerenciado, é rápido, é generoso com a bateria, que no G9 Plus é de 5000 mAh e graças ao ótimo gerenciamento da bateria, consegue durar praticamente o dia todo em uso extremo, e mais de um dia, se o uso for normal, ou seja, se você não jogar dura quase 2 dias inteiros, mas mesmo jogando, da para usar o aparelho das 7 da manhã até quase meia noite, no meu caso, não uso jogos pesados, nem para testes, pois tenho que ver como ele se comporta no meu uso, e os aplicativos são o que todo mundo usa normalmente, além de um monitor de deslocamento de pessoas que roda em segundo plano, e consome uma boa bateria,  e jogo basicamente jogo o Coin Master de manhã e antes de dormir.

Mas para comparação, o Galaxy S20 Ultra consome 14% da bateria só com o Life360 que é o monitor de deslocamento, e quase 25% da bateria no Coin Master, enquanto o G9 Plus me consome apenas 5% da bateria no Life360 e no Jogo 9%, é impressionante como o processador 730G é muito bom no gerenciamento da bateria, e com isso ganhamos um bom tempo de uso na rua, sem precisar ficar pendurado em um carregador, se a gente somar o quanto o G9 gasta, nos 2 aplicativos, o S20 ultra gasta isso só no Life360.

No quesito economia de bateria, nem tenho como comparar com o da Samsung, que consome 85% da bateria, das 7 ao meio dia, enquanto o G9 Plus não gastou 15%.

Mas qual a diferença ai, porque?

É simples, os processadores da Qualcomm são muito bons em economia de bateria, seja a linha 700 ou 800, eles conseguem ser rápidos e ao mesmo tempo manter a bateria em um consumo dentro de um padrão de uso real, consegue fazer com que aplicativos que não sejam usados frequentemente, não fiquem abrindo e fechando o tempo todo, o que causa um gasto de bateria, ele realmente aprende seu uso, e sabe ao mesmo tempo como fazer com que as coisas não fiquem consumindo, aplicativos que são abertos e fechado sozinhos, sem a nossa interferência, também gastam bateria nesse processo.

A Samsung ainda não conseguiu colocar no seu processador um gerenciador de bateria descente, eu falo que é tipo um carro da GM, são bonitos, rápidos, mas são caros e beberrões, eu te dou desempenho, mas o custo disso é o alto gasto da bateria.

Ruim? claro que sim, um aparelho que tem a mesma bateria, não consegue manter um desempenho de nem 50% que o da Motorola no consumo, o que faz a pessoa ter sempre um carregador por perto, ou vai ficar na mão.

Falando em carregador, a Motorola manda um carregador de 30w, suficiente para alguns minutos de carga com ele, te dar algumas horas de uso, e fica a dica, quanto menor a carga no celular, mais rápido o celular irá carregar, se estiver entre 10 a 20% ele vai para 50% em alguns minutos, você ganha mais tempo de carga se deixar ele carregar com a bateria mais perto do fim  🙂

Com 4gb de ram e 128gb de espaço (que nos dias de hoje começa a ser pouco) ele da conta do recado, mas botando um cartão de memoria e jogando fotos e vídeos para ele e para o Google fotos, esse espaço da conta do recado, se você não exagerar, vale lembrar que nessa faixa de preço, não existe aparelhos com mais de 128gb de espaço interno.

Sua tela de 6.8 polegadas IPS com resolução de 2400×1080 na proporção 21:9 tem ótimo tamanho para usar aplicativos e muito boa para ver filmes, mesmo em dias claros com sol, da para ver a tela sem ter que ficar procurando um ponto mais escuro para poder ver a tela.

Alguém deve estar pensando, ele falou 4gb lá em cima, e na mesma faixa de preço tem aparelhos com 6gb.

É verdade, você está correto, mas no caso do G9, o gerenciamento de energia, performance, e memória, está tão bem otimizado, que os 4gb de ram dão conta do recado.

Eu sempre brinco que quanto mais memória é melhor, no caso de computadores sim, mas em celular, ter mais ram, nem sempre significa que você tem ela disponível para uso, muitas vezes o fabricante coloca mais memória, simplesmente porque percebeu que não consegue fazer o seu aparelho trabalhar bem com 4gb, ele tem um alto consumo, então se coloca 6gb para o processador ter uma folga.

Mas não sei se 4gb no Android 11 pode ser suficiente, mas posso afirmar que HOJE o G9 Plus não precisa de mais memória para fazer tudo que ele precisa, e claro dentro do que ele pode fazer com seu hardware né?

Pegar um jogo muito parrudo que roda bem só em aparelho top, vai fazer o G9 sofrer, mas ai não é culpa ou dele ser ruim, é apenas uma limitação do hardware que não foi feito para tal coisa.

E vamos finalmente chegar nas câmeras do G9 Plus.

Ele melhorou bem a qualidade, na verdade a Motorola tem melhorado significativamente a qualidade das câmeras de seus produtos, e isso tem vindo em uma boa velocidade, o que é ótimo para nós.

Com suas 4 câmeras, principal: 64 MP, f/1.8 e PDAF, 2ª câmera: 8 MP, f/2.2, 118˚, (ultrawide), 3ª câmera: 2 MP, f/2.4, (macro) e 4ª câmera: 2 MP, f/2.4, (profundidade)

Suas câmeras estão com ótima qualidade durante dia, com excelente balanço de cores, tem ótimo tempo de resposta do obturador, e sua câmera de Macro funciona maravilhosamente bem, da gosto ficar “brincando” com ela, sua câmera de profundidade cumpre muito bem a função e a principal de 64MP com QuadPixel garante que suas fotos irão sair como você bateu, fora outros recursos com inteligência artificial, que não vou abordar aqui.

Mas nem tudo são flores, apesar de ter significativamente melhorado, sua câmera principal ainda sofre com pouca luz, em ambientes que seja escuros ela acaba serrilhando a foto.

Mas no geral posso falar que as câmeras estão muito boas. e sua câmera frontal de 16mp não faz feio na hora de tirar selfies.

No geral o G9 Plus está muito bem construído, é leve, tem ótimo acabamento, suas cores estão muito bonitas, excelente desempenho de Hardware, e câmeras que não vão fazer feio quando você precisar.

Mas com o preço na casa dos dois mil reais, a Linha G, que antes reinava sozinha, agora já encontra outros concorrentes como LG, Samsung, Asus, Xiaomi e outros que são importados, a maior vantagem do G9 é seu ótimo gerenciamento de bateria e desempenho, o que faz dele um dos melhores no seguimento nesse sentido, mas na mesma faixa é possível achar aparelho que tem melhores câmeras de noite, que possuem Miracast, e com mais memória ram.

Se antes a linha G praticamente não tinha uma briga muito forte, pois era o aparelho que na faixa de preço dele, tinha as melhores especificações, agora ele começa enfrentar outras marcas, perder o consumidor que gosta da linha, pode acontecer pelo preço que ele está agora, mas por outros motivos dificilmente, quem gosta da linha G e tem como comprar, raramente troca, e por outro lado, vai tentar tirar um pouco dos concorrentes.

Tem chance?

A briga é boa, e sendo bem franco, tirar de quem gosta da linha A da Samsung, é tão complicado como a Samsung tirar de quem gosta da linha G. mas dos demais fabricantes, a chance existe, principalmente dos importados não oficiais, pois a garantia do produto pode ser um grande diferencial, se os aparelhos forem similares, porque não arriscar a troca. E a fama da linha G ajuda bem nessa hora.

Bom esses foram os meus pitacos do novo Motorola G9 Plus, eu gosto muito da linha G, e sua evolução desde o primeiro moto G é gigantesca, tem sua legião de consumidores que todo ano esperam ansiosamente pelo lançamento, e sem sombra de dúvidas é um dos aparelhos mais amados do Brasil, e da Motorola é de longe o aparelho mais vendido no planeta.

Abraços a todos.

 

 

 

Moto G9 Plus

R$ 2.100,00
9

Bateria

10.0/10

Desempenho

10.0/10

Gerenciamento

10.0/10

Preço

7.0/10

Variedade de cores

8.0/10

Pros

  • Bateria de 5000 mAh
  • Tela 6.8
  • Ótimo Processador
  • Bonito
  • Tem conector para Fone

Cons

  • preço um pouco elevado
  • Não tem Miracast
  • Fones muito simples
  • Câmera sofre de noite

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui