A Motorola foi a primeira empresa a oferecer o telefone celular, o dispositivo com flip e um aparelho muito, muito fino. Agora, mais uma vez, a empresa quer transformar a indústria móvel de maneira radical, com smartphones de qualidade e acessíveis, capazes de fazer coisas fantásticas.

Em agosto de 2013, a Motorola lançou a sua linha Moto, liderada pelo Moto X, trazendo inovação para usuários de smartphones por meio de experiências exclusivas como o Comando Inteligente de Voz e a Tela Inteligente, além das atualizações de software mais rápidas da indústria. Em seguida, a empresa apresentou o Moto G, um smartphone incrível, com um preço surpreendente, que se tornou o mais vendido na história da Motorola.

Agora, a companhia rompe novas barreiras com o lançamento do Moto E, e apresenta uma nova categoria de smartphone, completa em funcionalidades e com preço acessível – uma combinação perfeita para consumidores atentos às últimas novidades e que querem adquirir seu primeiro smartphone. Esses produtos nem sempre tiveram preços ao alcance de todos e a Motorola acredita que as pessoas não devem abrir mão de qualidade, estilo ou experiência em função disso.

Cerca de 70% dos usuários de celulares do mundo ainda usam modelos convencionais que não entregam a experiência completa de internet móvel. Isto acontece por dois motivos: por considerarem o preço fora do seu alcance ou por acharem que não vale a pena pagar o valor usual de um smartphone.

Por isso, a Motorola acredita que chegou a hora de encerrar a era do celular convencional e de tornar os smartphones de qualidade, acessíveis para todos. No Brasil, a Motorola ampliou ainda mais essa experiência, com o lançamento de uma versão exclusiva: Moto E com TV digital.

A versão com TV Digital tem ainda suporte para dois chips, e vem com sintonizador e aplicativo integrados que permitem assistir seus programas favoritos, em qualquer lugar1.

Moto E: Chegou para ficar, com preço para todos

2014-05-13 15.25.46 2014-05-13 13.40.50

O Moto e, de pé de boi não tem nada. tem uma boa tela, TV dual Sim, é dual core e com 1gb de ram, chega para bricar com os aparelhos de outros fabrcantes no segmento de entrada, com um diferencial, tem recursos, ao contrario de outros que são basicos mesmo.

Desta forma a Motorola espera, com o Moto e, fazer o mesmo sucesso que o Moto G e X, estão fazendo no Brasil.

Com um preço bem agressivo, sua versão mais completa com TV e 3 capas, promete mexer um pouco em um espaço que está meio abandonado, pois os aparelhos de entrada dificilmente vem com uma gama de acessorios ou com um hardware que pelo menos deixe o consumidor usar o aparelho sem travamentos.

O Aparelho está aqui para testes, vamos ver como ele vai se sair e depois a gente posta o Review.

O Moto E possui uma tela de alta resolução de 4,3” com 256ppi, a mais nítida de sua classe. Com detalhes brilhantes, dá mais vida a tudo, desde fotos às páginas de internet. O produto ainda vem com Corning® Gorilla® Glass e proteção a respingos d’água, garantindo mais durabilidade.

Bateria que dura
A bateria 1980 mAh dura o dia inteiro, sem necessidade de recarga.2 Portanto, agora é possível pensar em tudo que se quer fazer e não mais no tempo de bateria que ainda lhe resta.

Atualização garantida
O Moto E opera com Android™ 4.4.2, KitKat®, a versão mais recente da plataforma móvel, hoje a mais utilizada do mundo. E, com uma atualização garantida3 para a próxima versão do sistema operacional, o consumidor sabe que sempre terá a melhor experiência Android por muito tempo.

Estilo para todos
O Moto E tem capas removíveis (Motorola Shells), oferecendo várias combinações de cor e design para personalizar o aparelho.3

Moto E chega ao Brasil em três combinações diferentes:

●     Moto E Dual SIM (disponível na cor preta)
●     Moto E DTV Colors (Dual-SIM). Disponível em duas cores:
o      Branca, com duas Motorola Shells adicionais (turquesa e pink).
o      Preta, com duas Motorola Shells adicionais (turquesa e amarelo limão).

Especificações:

●     Poderoso processador Qualcomm® Snapdragon™ 200 com CPU dual-core e 1GB de RAM, tudo que você precisa para múltiplas tarefas, sem espera.
●     Câmera traseira de 5MP com interface fácil de usar (toque em qualquer parte da tela para tirar uma foto), fotos panorâmicas e gravação de vídeo.
●     Entrada microSD para cartão de memória de até 32GB para armazenar fotos, vídeos, músicas, filmes e aplicativos.
●     Rádio FM integrado – para ouvir as rádios favoritas.
●     Dual-chip (dois chips) com aplicação de chamada inteligente: seleciona automaticamente um chip com base na operadora de seu contato. Ele também aprende seus padrões de uso e determina o melhor chip para fazer uma chamada.
●     Sintonizador e aplicativo de TV digital integrados: permitem assistir aos programas prediletos onde quer que esteja (na versão Moto E DTV Colors).

Preços:
Apenas R$ 529 para a versão dual-chip; e R$ 599 para a versão dual-chip com TV digital e duas capas adicionais.

O Moto E estará disponível em mais de 40 países por meio de mais de 80 operadoras. No Brasil, as vendas do produto começam a partir de amanhã. Visite a loja da Motorola para obter mais informações: www.lojaoficialmotorola.com.br.

Compartilhe suas memórias de como a vida era antes dos smartphones e ajude seus familiares e amigos a se despedirem do celular convencional por meio das hashtags #adeustijolao e Hello#MotoE.

Moto G na versão 4G

Além do Moto E, a Motorola também lança uma nova versão do smartphone mais vendido no momento: o Moto G com 4G. As mesmas incríveis especificações do conhecido smartphone da marca, compatível com as redes mais rápidas, por apenas R$ 799. O Moto G original ainda está disponível com preços a partir de R$ 649 nas lojas da Motorola, operadoras e principais redes de varejo do País.

1 COMENTÁRIO

  1. Amigo, comprei o Moto G versão “colors” ou “restart edition” como meus colegas gostam de chamar.
    Após 2 meses de uso estava tudo bem, até que veio a atualização do Android 4.4.3 e o GPS parou de funcionar. Tenho 4 colegas na minha empresa que possuem o Moto G e estão com o mesmo problema. Esperamos sair a versão 4.4.4 e não foi corrigido o bug.
    Levei na assistência técnica da motorola e no dia seguinte me devolveram o telefone, disseram que fizeram uma atualização de SW e o problema foi resolvido. Como desconfiei, não fizeram nada com o telefone e tentaram me enrolar. GPS ainda não funciona. Levei o telefone novamente na assistência técnica e agora me deram um prazo de 15 dias para resolver o problema.
    Detalhe: chegou o Moto G 4G novo de um colega hoje mesmo, com o Android 4.4.3 de fábrica, e pasmem. GPS também não funciona.
    Estamos vendo algo inédito na história da fabricação de um dispositivo, algo em torno de 100% dos aparelhos estão com defeito. Acho inacreditável a motorola liberar um Android sem testar em seus dispositivos. Absurdo. Já vou recorrer ao PROCON e JEC, pois pelo que estou vendo o caso não tem solução.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.