Tempo para Leitura: 1 minuto

Hoje nosso ilustre prefeito irá decidir uma parte do futuro com o Uber, apesar de eu achar que a prefeitura não tem autonomia para isso, e mesmo que o prefeito seja contrario o Uber irá continuar com o serviço, espero que depois de tantas ciclovias mal feitas,, faixas de ônibus que mais atrapalham que ajudam, e redução de velocidades para arrecadar com radares, o prefeito faça uma coisa boa em sua gestão.

Em tempos de brigas e controvérsias nas redes sociais (e fora delas) sobre quase qualquer assunto relacionado à cidade de São Paulo, o Uber desponta como um inesperado ponto de convergência de opiniões.

Em recente pesquisa feita pela CAUSE com mais de 2 mil pessoas em São Paulo, apenas 30% acham que os taxistas devem ser os únicos autorizados a fazer o transporte individual de passageiros.

Esse é o mesmo percentual de pessoas contrárias à liberação da concorrência com aplicativos.

Mas além do significativo apoio às novas tecnologias, o que mais chamou a atenção dos pesquisadores é que esse percentual não muda, independente da faixa etária, nível de escolaridade ou região da cidade dos entrevistados.

“Trata-se de um apoio surpreendente”, analisa Leandro Machado, cientista político e sócio da CAUSE. “Ainda mais quando levamos em conta o percentual de pessoas que se dizem a par da controvérsia do Uber com taxistas: impressionantes 70%”, destaca.

Os dados sobre o Uber integram a primeira edição da pesquisa anual “Tempos Voláteis”, da CAUSE, que visa entender as percepções, humores e anseios do paulistano sobre a cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.