Tempo para Leitura: 2 minutos

É impossível não ter notado a popularização que o pôquer tem alcançado na sociedade – não apenas brasileira, no mundo inteiro ele cresce a olhos vistos – deixando pra trás ideias ultrapassadas, passando a ser um esporte praticado por todos, abertamente.

Quantas vezes não se ouviram histórias sobre como famílias foram arruinadas pelo vício em jogos, não atentando ao fato de que a adicção era o problema e não o esporte, em si. Pessoas viciadas sempre existiram e sempre existirão, não importa no quê. Demonizar um esporte mental tão importante só demonstra preconceito e desinformação.

Estes tempos começam a ficar apenas na lembrança, com o advento do Pôquer Online. Quando a prática se tornou acessível a pessoas de todas as procedências, a importância do raciocínio para a conquista de partidas e campeonatos demonstrou de maneira cabal que a sorte ficava em segundo plano. Nunca foi um jogo de azar, como pensavam e o esporte foi levado a sério, começou a ser estudado até nas universidades.

Hoje em dia, há muita informação sobre o assunto, descrevendo as estratégias fundamentais que poderiam ser usadas no mundo corporativo e até mesmo na vida cotidiana. A incrível capacidade de sair de situações negativas, a lógica e a análise das situações apresentadas, o foco e a concentração necessárias, a aptidão de saber antever os passos e as jogadas dos adversários, tudo é estudado e demonstrado na literatura sobre o pôquer, relacionando com situações reais.

Como e quem costuma jogar

01a

Em tempos de tablets, smartphones, ultrabooks e outros gadgets que seduzem a todos, a mobilidade ofertada pelo pequeno programa necessário para acessar as mesas de jogos online, fez com que as velhas garagens escuras e esfumaçadas do cinema americano ficassem restritas apenas no imaginário popular. Pode-se jogar a qualquer hora e em qualquer lugar e o melhor de tudo, gratuitamente.

Dá pra ganhar uma grana também, se o nível do jogador for muito alto. Há brasileiros campeões mundiais na modalidade, jogando contra praticantes do mundo inteiro no principal torneio, o Word Series of Poker (WSOP), em Las Vegas. Recentemente, o filho do guitarrista da banda Legião Urbana, Nicolau Villa-Lobos, venceu um torneio na internet e embolsou quase 1 milhão de dólares…

O envolvimento de personalidades de outras modalidades esportivas, além de astros da música, TV e do cinema, também cresce a cada dia. O maior representante do esporte do Brasil é Ronaldo Fenômeno, que disputará um torneio de caridade ao lado do tenista número 1 do mundo, Rafael Nadal e de Daniel Negreascu – um dos melhores jogadores profissionais do mundo – dentre outros, esta semana, em Praga.

A tecnologia tirou o esporte das sombras, campeonatos são veiculados pela TV, atraindo patrocinadores e boa audiência, pessoas de todas as idades começam a praticar e até a se profissionalizar, além de personalidades resolverem não apenas jogar como representar a modalidade publicamente. Parece que o preconceito acabou. Ainda bem!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.