Escute nosso texto.
Voiced by Amazon Polly

Em um tempo não muito distante, uns 15 anos apenas, as câmeras eram uma piada e a Nokia era líder isolada por muitos e muitos anos nesse mundo de smartphone muito antes da chegada do iPhone, e sua revolução digital (obrigado Steve Jobs, se não fosse você, o que usamos hoje, ou não existiria ou estaríamos muito atrasados)

Não existia Android, nem celular com megas telas, male male um N97 e sua tela touch resistiva com teclado físico fazia sucesso.

Mas 2007 chegou e com ele o iPhone começou toda a revolução, a Nokia não acreditou que o mundo iria se curvar diante da novidade, ela e tantas outras, mas o mercado se curvou, e a Nokia, a empresa mais amada no mundo dos smartphones se foi.

De lá para até 2015, a gente viu uma verdadeira revolução nos aparelhos.

Telas maiores e cada vez melhores, sensores biométricos, proteção contra agua e poeira, baterias cada vez maiores, mas não melhores, novos formatos, formas de carregar a bateria, melhoria no áudio e etc. etc. etc, mas uma coisa era feito melhorias mas nada tão grande como nos outros recursos, esqueci de falar de processadores cada vez mais rápidos, mais espaço e mais ram para os aplicativos, isso tanto no mundo Android como no mundo apple.

Mas uma coisa apesar de melhorar anos após ano, era mais do mesmo, a câmera, tinha mais megapixel, eram mais rápidas, ainda são ruins de noite, se melhorava tudo que podia, mas a câmera não acompanhava o mesmo ritmo.

Por quê?

Simples, as pessoas ainda usavam suas câmeras de mão, elas eram melhores, duravam mais a bateria, e o mundo ainda não vivia e respirava redes sociais como nos últimos 5 anos.

Sim elas já existiam, eram muito usadas, mas não como hoje, hoje você come comida fria, mas tira a foto do prato. Hoje você não assiste um show, mas compartilha com todos na sua rede social, hoje você não faz quase nada sem querer postar.

Essa semana me perguntaram, você foi pra Disney, mas teve tão pouca foto!!

Sim, pois eu decidi que iria curtir as férias, tem foto para burro, mas não postei enquanto estive lá. Confesso, não me arrependi, foram mais de 3000 fotos, e postadas se foi 30 foi muito. poder aproveitar um pouco olhando para as coisas sem ver pela tela do celular é algo que fazia tempo que não fazia. experimente, não dói e é muito mais legal.

Mas voltando ao foco, as câmeras nunca evoluíram como os aparelhos, seja pelo apelo que elas nunca tiveram, ou porque uma câmera normalmente era melhor, ou porque antes todo mundo tinha mania de fazer um aparelho cada vez menor, e isso complica quando se precisa colocar algo físico no aparelho.

Mas o tempo de aparelhos menores e mais finos acabou, os aparelhos voltaram a crescer, telas de até 7 polegadas, ficaram mais gordinhos novamente, e não se fala mais em peso, ou seja, os aparelhos de 2018 em diante, são mais pesados, culpa de quem?

Nunca no mundo moderno de celulares tivemos uma revolução tão grande em câmeras como agora, vamos esquecer a Nokia e suas maravilhosas câmeras, pois era a única empresa na década passada que se preocupava com isso. Pena que só com isso, e o resultado disso você já sabe.

Ok a Nokia está de volta, mas não é Nokia pura, mas está de volta com Android, mas ao contrário do que muitos acreditavam, inclusive eu, parece que será apenas mais uma no mercado, sem incomodar os gigantes.

Voltando para as câmeras, nos últimos 3 anos começamos ver muita coisa.

Mais qualidade, melhor qualidade no escuro, desfoques, zoom, tudo o que se deseja em uma câmera começou a ser colocando no celular.

2019 então foi o ano magico.

Huawei e sua câmera fantástica, Sony com suas sempre boas câmeras, melhorando o que já tinham de bom, Samsung colocando câmeras para igualar a Huawei, Motorola com câmeras rápidas de ação, e a Apple deve lançar esse mês um modelo com uma super câmera, para brigar de igual com os demais.

Mas porque isso?

Não meus amigos, se engana quem pensou que era por causa das redes sociais.

Acompanhem comigo uma curta de espaço/tempo

Sem citar nomes e anos para não ficar muito grande, tivemos sensores, baterias, mais memória, mais espaço, carcaças mais resistentes, vidros e telas melhores, novos sistemas operacionais, melhoria de câmera, tudo de cima de novo, e de novo e de novo, menos câmera, nos últimos 3 anos, basicamente se melhora o processador, mais espaço e mais ram, todo ano, uma pequena melhoria na câmera, e novo processador, mais espaço e mais câmera, um pouco mais de segurança, mais processador, e ram (espaço damos uma parada, acham que não precisamos de mais, novo processador, mais espaço e ram.

A evolução de hardware foi aos poucos sendo restrita, ficando em processador e ram, processador e ram, claro que temos melhorias nas outras coisas, mas cada vez menos, a gente tem algo que empolgue, por quê?

Tudo tem seu tempo e seu ciclo, quando o iPhone foi lançado, tinha muita, mas muita coisa para ser explorada, e foi, ao extremo, e chegamos em um ponto que a evolução da tecnologia, não acompanha o ritmo de lançamentos, o tempo entre um produto e outro que antes era de 2 anos, depois um ano, hoje não tem mais espaço, tem celular que é lançado 2x no mesmo ano, e top de linha muitas vezes o ciclo de uma geração, não chega nem em 12 meses.

E 12 meses não é nada, é como se fosse um dia nosso, no mundo de evolução, não dá tempo de se criar algo tão grandioso, por isso nos últimos anos a gente vê mais evolução de processador, e mesmo eles, se a gente olhar friamente para isso, vamos ver que os ganhos não chegam em 40% de desempenho superior, literalmente estão tirando “leite de pedra” para ter algo.

O ciclo dos smartphones acabou, não vamos ter em um tempo curto, inferior a 5 anos, algo que mexa com a gente, sim, eu sei que teremos os aparelhos curvos, mas isso é uma tela, e nem vai ser pra todo mundo, e é algo que temos que esperar para ver se vai vingar.

Eu tenho minhas dúvidas.

Mas os Smartphones  não irão morrer, não hoje, ainda temos um espaço que praticamente não foi explorado, as câmeras, foram tão pouco exploradas que agora temos uma infinidade de coisas que poderemos fazer.

Só em 2019, sim sem falar de 2018, só em 2019 tivemos o Huawei P30 Pro com sua super câmera, hoje sem dúvida é a melhor câmera do mercado, tirando fotos até no breu total, não amigos não é magica, é tecnologia, mas infelizmente o fabricante pode ter tudo que fez até agora jogado no lixo, se os EUA realmente travarem o comercio entre eles e a china, e a Huawei se ver sem Android. Usar um sistema próprio é o mesmo que a Nokia fez lá em 200x, vai morrer, ninguém usa um terceiro sistema, a Microsoft e a Black Barry sabem muito bem o que é isso. Eu disse quando a Microsoft comprou a Nokia, que ela não ia durar 1 ano, e quando mudou para Windows phone, que não ia segurar nem 2 anos.

Está lá no meu Twitter. E faz tempo isso.

Esse é um dos motivos que muita gente aqui no Brasil não trocou por um Huawei, não saber o futuro.

A Samsung no S10 colocou ótima lentes, inferiores ao P30, soltou uma atualização para tentar chegar perto, mas não deu, mas tem suas 3 câmeras traseiras e 2 frontais que fazem maravilhas, e tem a vantagem de não ter o risco de ficar sem Android.

Está semana apresentou o Note10 com câmera muito similar ao do P30 Pro, e lotada de recursos.

A LG trouxe seu G8 com tudo que tem de melhor no aparelho, processador, ram, espaço interno hehe, e uma câmera, uma bela câmera cheia de recursos.

Motorola trouxe um novo Motorola Vision IDENTICO ao que foi lançado no começo do ano, mas com uma grande evolução na câmera, destaque para a câmera de ação de vídeo.

Apple ainda este mês deve mostrar seu novo iPhone, com novo processador, mais ram, mais espaço hehehehe e adivinha? Uma provável câmera tripla ou quadrupla.

Praticamente todos os lançamentos de 2019 o foco é a câmera, Pixel e sua câmera estranha, que deixa de ser estranha quando olhamos para o Nokia Pure View e suas câmeras que ocupam toda a parte superior traseira, sim isso sim é estranho, mas o que evolui?

A câmera!!!

2019 foi o ano de lançar tudo que se podia na evolução das câmeras, e 2020 será o ano de melhorias gigantescas nas câmeras, e provavelmente um novo processador, mais espaço e mais ram, pois o restante do hardware, está no limite do que se pode ser criado em pouco espaço de tempo.

Hoje uma câmera de celular é muito melhor que uma Canon T3i, pode acreditar, claro é uma ou outra que consegue isso, mas chegaram ao ponto de ser melhor que uma semi, dentro de um Smartphone, que ainda pode evoluir muito, pois nos últimos 15 anos as câmeras não evoluíram como nos últimos 2 anos.

E acho que temos espaço para mais uns 2 anos de evolução grande nesse segmento, e ai sim, o ciclo de um Smartphone está completo, e acredito sim que eles comecem a cair, um novo produto, de um novo Jobs será apresentado, e irá mudar o mundo, como o iPhone fez, e antes dele o telefone fez, e antes dele a Lâmpada fez, são ciclos, alguns produtos evoluem e continuam com a gente, outros somem.

Acho que um celular não vai deixar jamais de existir, mas ele vai mudar, e deixar de ser o foco.

A cada 10, 20 anos algo surge e muda tudo, sempre foi assim, a tecnologia muda e da opção de novas ideias.

Se a gente parar para pensar, do iPhone para cá, nada mudou, é uma barra com uma tela que faz coisas. foi melhorada ao longo dos anos, mas continua sendo uma barra com uma tela que faz coisas.

Acho que com a chegada da internet das coisas, o celular deixa de ser o produto principal na vida das pessoas, acho que teremos algo que nos fara trocar essa tela por outra coisa.

Mas isso só o tempo dirá, enquanto isso, vamos aproveitar a única coisa que de verdade, ainda pode evoluir muito antes de esgotar todos os recursos, que é uma câmera de celular, pois processador, ram e espaço, ano que vem teremos novamente um novo, talvez 17% mais rápido que a geração de hoje.

Abraços a todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.