Em 18 de outubro de 1946, a KLM operou a bordo do Friesland, um Douglas DC-4, com capacidade para 44 passageiros, seu primeiro voo para o Brasil. Na época, a rota começava em Amsterdã e tinha escalas em Lisboa e Dakar antes de entrar em terras tupiniquins por Natal. A aeronave ainda fazia paradas no Rio de Janeiro e em São Paulo e depois seguir até Buenos Aires, seu destino final. Esse trajeto durava três dias e meio e a frequência do voo era de 2 vezes por semana.

Exatamente 70 anos depois, o Brasil figura como mercado prioritário para a KLM por sua influência regional e global. Hoje, são 13 voos diretos do Brasil para a Holanda por semana, sendo 7 de São Paulo e 6 do Rio de Janeiro. Percurso é feito em 12 horas.

Além da redução das horas de voo, muita coisa mudou. A companhia aérea não parou de investir em produtos, serviços e tecnologia, especialmente para os passageiros brasileiros. Nosso mercado, hoje, recebe aeronaves com classes renovadas – entre elas, o Boeing 787 Dreamliner, o avião mais moderno e eficiente do mundo, que opera na rota Rio-Amsterdã – e tem menu de bordo assinado pelo estrelado chef Rodrigo Oliveira, do Restaurante Mocotó, em todos os voos que saem do Brasil.

“Oferecer aos passageiros da KLM já por 70 anos uma ligação entre o Brasil e Amsterdã, e de lá para o mundo, é um marco muito significativo e simbólico. O desenvolvimento recente e futuro no importante mercado brasileiro é feito em conjunto com a nossa parceira GOL. Estou, portanto, feliz em comemorar hoje tanto o sucesso da nossa história, bem como o reforço da nossa parceria com a GOL”, afirma Pieter Elbers, CEO da KLM.

Parceria com a GOL

Passageiros de outras regiões do Brasil têm a opção de viajar a partir de 32 destinos brasileiros operados pela GOL, como Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, Vitória, Belo Horizonte, Goiânia e Salvador. É resultado da bem-sucedida parceria estratégica com a companhia brasileira que já dura dois anos e que permite uma viagem mais prática, como compra, check in e despacho de bagagem únicos.

“Celebrar esta data ao lado da KLM é motivo de muito orgulho para a GOL. A comemoração acontece justamente no momento em que as companhias, incluindo a Air France, estão reforçando a parceria para oferecer ainda mais benefícios aos nossos clientes”, afirma Paulo Kakinoff, CEO da GOL.

Inovação

Além do investimento no mercado brasileiro, a KLM aposta no uso de novas tecnologias para aprimorar o atendimento. Desde 2009, a companhia vem ganhando notoriedade por ser pioneira em serviços nas redes sociais e em agosto de 2016 já contabilizava cerca de 22,5 milhões de fãs e seguidores em diversas plataformas. Um time de 235 agentes engaja em 15 mil conversas por semana no Facebook, Messenger, Twitter, LinkedIn, Instagram, WeChat, KakaoTalk e VKontakte. Como reconhecimento, foi eleita pelo SocialBakers a “Marca mais Socialmente Engajada” por quatro anos consecutivos, de 2011 a 2014.

Desde março, clientes do mundo inteiro podem checar confirmação de reserva e de check-in, cartão de embarque e status do voo pelo Facebook Messenger. Atualmente, a companhia testa Inteligência Artificial para otimizar ainda mais o serviço ao cliente.

Sustentabilidade

A KLM se orgulha por promover o desenvolvimento sustentável da aviação. Pelo décimo segundo ano consecutivo, o Dow Jones Sustainability Index (DJSI), principal índice internacional que avalia o desempenho das empresas em termos de desenvolvimento sustentável, classificou a Air France-KLM como líder na categoria de companhias aéreas.

Em 2011, a KLM operou seu primeiro voo comercial usando apenas biocombustível. E em 2012 a companhia realizou o primeiro voo a cruzar o Atlântico movido a biocombustível. No dia 24 de setembro, a companhia recebeu seu 8º Boeing 787 – Dreamliner, que além de ser a aeronave mais moderna do mundo, também reduz a emissão de CO2 em 20%, resultado do sistema de engenharia que deixa a aeronave mais eficiente, ao aliar aerodinâmica, desempenho e material mais leve. Uma das aeronaves já opera no Rio de Janeiro em rota fixa.

KLM no Brasil

A KLM opera 13 frequências semanais partindo de São Paulo e Rio de Janeiro direto para o Aeroporto Schiphol, em Amsterdã.
– Rio de Janeiro: 6 voos semanais
– São Paulo: 7 voos semanais

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui