Tempo para Leitura: 2 minutos

Novamente vou falar sobre o crescimento do Fred. Ele vai fazer (apenas) 5 meses e já tem o tamanho de um cachorro médio. Ele é uma delícia, mas confesso que toda vez que chego em casa levo um susto. Parece que a cada momento ele está maior. Tão grande quanto o amor que ele consegue despertar na gente (garganta embargada e vontade de chorar).

Aí você me pergunta: “Mas, Jessica, o que isso está relacionado ao item ração, descrito no título do seu post?” Explico: esses dias eu estava pensando na relação da ração com a saúde do Fred e, consequentemente, com o crescimento saudável dele.

Sim, ração é cara. Muito cara. Mas é um dos únicos alimentos que ele come (às vezes eu dou cenoura, pepino e até banana. Mas são “gifts”). Por que, então, ele não pode ter a oportunidade de consumir o melhor, o mais apetitoso, o que tem os ingredientes necessários para ele se desenvolver da melhor maneira possível?

Eu compro ração Super Premium, sim. Podem me falar que é bobagem, que é um absurdo de caro, mas eu procuro o melhor para o meu pet. Estou com o Fred há  quase 3 meses. Ele come duas vezes por dia, conforme orientação do veterinário, e eu só precisei comprar 2 pacotes (grandes, claro). Ou seja, é um bom custo-benefício.

A primeira marca que eu comprei foi a Premier Raças Grandes (especial para filhotes). O Fred gostou, comia direitinho e ficava super feliz quando eu chegava com o potinho cheio para ele se deliciar.

Até que eu conheci a Golden. Vou te contar que até eu fiquei com vontade de comer, viu? Os grãos são mais gordinhos, parece que são recheados. O cheiro é uma delícia e o Fred ficou muito, mas muito feliz mesmo com a mudança. Te confesso que estou com pena de tentar uma terceira opção, tamanha felicidade que o bichinho ficou. Acho que vou mudar só de sabor.

Fui procurar nos sites especializados, escritos por profissionais do setor, qual era a diferença de cada ração. Achei super bacana o texto do Petdreams, que reescrevo para vocês aqui abaixo.

O que vocês acham de rações? Alguma muito gostosa para eu tentar com o Fred? Já está na hora de eu comprar o próximo pacote…

TIPOS DE RAÇÃO

– Rações populares: são produtos mais baratos. Produzidos com subprodutos de milho, soja, farelo de algodão, entre outros ingredientes. Este tipo de ração não oferece proteína de origem animal, algo que cães precisam em sua dieta.

– Rações Standard: são produtos com mais qualidade e formulados com farinha de carne e ossos, glúten de milho, gordura animal, entre outros. Assim, são ideais para a digestão e o percentual de proteína necessário.

– Rações Premium e Super Premium: são produtos de primeira qualidade e também os mais caros. Em sua fórmula, há carne de frango, ovelha e peru, entre outras. Ingredientes de origem animal com maior digestibilidade – menos trabalho o cão tem para metabolizar o alimento. O consumo diário desta ração é menor, a vida do cão torna-se saudável e há redução no volume das fezes.

– Outros detalhes: fique atento aos níveis de garantia da ração e à qualidade dos ingredientes. A ração para cães deve ter, no mínimo, 18% de proteína. Deve existir um equilíbrio entre os percentuais de proteína e gordura na ração.

Jessica Blumer é jornalista por formação, terapeuta por ocasião e atriz por distração. Apaixonada pela vida, pelo marido, pela família, pelos amigos e, é claro, pelo Fred

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.