Tempo para Leitura: 2 minutos

Sebastian Vettel (Infiniti Red Bull Racing-Renault) venceu o GP da Itália deste domingo, com 5 segundos de vantagem sobre Fernando Alonso.

Mark Webber, companheiro de equipe de Vettel, proporcionou aos motores Renault uma dobradinha no pódio, terminando em terceiro.

Os monopostos propulsionados pela Renault venceram as três corridas mais difíceis desta temporada para os motores: Montreal, Spa e agora Monza.

Esta é a 158ª vitória dos motores Renault na Fórmula 1

vettel

Romain Grosjean levou a sua Lotus F1 à 8ª colocação, enquanto que Kimi Räikkönen deixou de acumular pontos por 0,3s.

Sebastian Vettel dominou o GP da Itália com sua sexta vitória da temporada neste domingo, com cinco segundos de vantagem. O Tricampeão do Mundo largou na pole e levou a sua Infiniti Red Bull Racing a uma espetacular conquista. Este é o terceiro sucesso do alemão em Monza. Graças a Mark Webber, dois monopostos propulsionados pela Renault subiram ao pódio ao final da corrida mais exigente para os motores.

A dupla da equipe austríaca ficou sob a pressão das duas Ferraris em várias ocasiões, mas eles souberam se defender dos ataques, principalmente durante as paradas nos boxes. A Infiniti Red Bull Racing aumentou a vantagem na liderança do Campeonato Mundial de Construtores, com 352 pontos contra os 248 da Ferrari.

Romain Grosjean (Equipe Lotus de F1) levou um terceiro monoposto motorizado pela Renault a obter pontos. Após ter largado na 13ª posição no grid, o francês terminou em oitavo, tendo sofrido a pressão das duas McLarens e depois de Lewis Hamilton nas últimas curvas. Kimi Räikkönen terminou a 0,3s dos dez primeiros. Após um pequeno choque com Sergio Perez logo no início, o finlandês teve que parar ao final da primeira volta para trocar o spoiler dianteiro. Voltou para a pista no final do pelotão e logo passou para o ataque, melhorando sua colocação a cada volta. Ficou em quinto antes de sua primeira troca de pneus e, nas dez últimas voltas, encenou uma formidável disputa com Lewis Hamilton, que acabou em vantagem para o britânico na 49ª das 53 voltas.

As Williams F1 Team de Pastor Maldonado e Valtteri Bottas cruzaram a linha de chegada na 14ª e 15ª posições, enquanto que as Caterham F1 Team de Charles Pic e Giedo van der Garde ficaram em 17º e 18º.

Rémi Taffin, diretor de serviços de pista da Renault Sport F1

Para um construtor de motores, é uma sensação extraordinária vencer em Monza, e ainda ter um segundo monoposto no pódio representa a cereja do bolo. Os oito carros motorizados pela Renault terminaram a corrida mais difícil do campeonato, dos quais três ficaram entre os 10 primeiros.

Esta temporada ficará entre nossas conquistas lendárias, pois vencemos nos três circuitos de “alta potência” do calendário: Montreal, Spa e, agora, Monza. No último ano de utilização dos V8, demonstramos que temos a mesma determinação de sete anos atrás, quando estes motores foram introduzidos na F1.

Vamos comemorar este sucesso, mas ainda temos muitos desafios para encarar até o final do ano. Seguimos agora para Cingapura, uma pista completamente diferente de Monza. Vamos continuar trabalhando duro até o final do campeonato, para ajudar as nossas equipes parceiras a atingir os seus respectivos objetivos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.