LG G Watch Urbane

6.6

Acabamento em aço

10.0/10

Parece um relógio

10.0/10

Bateria

5.0/10

Preço Alto

3.0/10

Poucos Aplicativos funcionais

5.0/10

Pros

  • Feito em Aço
  • Pulseira
  • Redondo
  • Estabilidade
  • Peso

Cons

  • Poucos Aplicativos
  • Catraca sem detalhes
  • Preço
  • Bateria
  • Forma de carregar pouco prática
Tempo para Leitura: 5 minutos

10/09/2015

O G Watch Urbane é quase um relógio comum, a evolução do desenho quadrado para o redondo, deu aos relógios inteligentes, um pouco de “cara” de relógio mesmo, o que é muito bom, com acabamento em aço e pulseira de couro, que pode ser trocada por outra a sua escolha, desde que seja de 22mm, o Urbane acaba se encaixando nos mais variados estilos pessoais, mas ainda peca com a simplicidade de seu acabamento, mesmo sendo em aço, o que deixa bonito, faltou um pouco mais de detalhamento no aparelho, ainda não tem aquela cara de relógio lindo, está bonito, mas ainda precisa melhorar para ser um objeto de desejo.

O Urbane usa o Android Wear, o que faz ele compatível com todos os aparelhos Android que usem versão 4.X ou superior, o que não obriga o usuário a ter um celular da mesma marca para usar o Urbane.

Seu processador é um Qualcomm Snapdragon 400 quad-core com clock de 1,2 GHz, são 512 MB de RAM e 4 GB de armazenamento interno. Pode parecer pouco, mas não vamos esquecer que ele é um relógio, a função dele é exibir o que o celular recebe, então não precisamos de muita especificação nele.

Sua tela é de P-LED, uma mistura de plástico, sem vidro, ajuda a deixar o relógio um pouco mais leve, e resistente, apesar do Urbane ser de Aço, ele é leve, e não cansa seu uso no pulso.

O Relógio não é a prova de água, mas tem proteção de até 30 minutos contra agua doce, até um metro, ou seja, da para lavar a louça e tomar chuva com ele, sem que ele estrague. O que é muito importante, pois estamos falando de um produto que fica no pulso, sujeito a chuva, acidentes e precisa ter algum tipo de proteção, afinal não é um produto barato.

Tem uma tela de 320×320 com boa resolução, mesmo de perto não é possível ver os pixels quadriculando, o que é ótimo. Que como outros relógios ao movimentar o pulso em sua direção a tela liga por alguns segundos e depois apaga novamente.

Como todos os relógios que usam o Android Wear, ele mostra as notificações em sua tela, agendas, ligações, e-mails e notificações de praticamente tudo, por um lado ajuda, pois você acaba não tendo que abrir o celular toda hora, afinal tem coisa que recebemos que basta olhar e ver que dá pra esperar, e se for algo que precise de alguma ação, ai vamos para o celular, ele também está ativo com o Google Now, ou seja, dá para pedir ao relógio para fazer algumas funções, como usar um mapa, mapa aliás é uma das funções mais legais nos relógios, pois ele fica com o mapa na tela, e você com o fone, se tiver andando a pé por exemplo, não precisa tirar o celular do bolso nenhum minuto, pois é simples e funcional esse recurso.

Seguindo o mesmo formato do Gear 2, Fit e moto 360, o Urbane também possui sensor para batimentos cardíacos, contador de passos, para quem gosta de esportes é bem legal, mas nos testes do batimento cardíaco precisei apertar bem a pulseira e ficar sem se mexer por 3 tentativas para que o Urbane pudesse calcular, mas acho que depende de cada pessoa, comigo nenhum relógio que tem esse recurso funciona direito.

Aplicativos ainda estão muito longe de serem realmente uteis, na loja poucos realmente funcionam de forma prática, mas por outro lado, as “skins” de relógios estão cada vez melhores e bonitas, e pelo fato de ser redondo, amplia o leque de escolhas, as opções são encontradas todas na loja do Google mesmo, mas percebi que existem alguns “skins” que aparecem para o Urbane e não no Moto 360 e vice-versa, ou seja, existem alguns “skins” que parece ser exclusivo para alguns modelos.

Mas infelizmente, o Urbane sofre do mal de todos os relógios inteligentes, bateria!!!

Não é culpa do relógio, afinal bateria ainda é algo que é FISICO, ou seja, se quer mais autonomia, tem que pôr mais bateria, para ter mais bateria precisa de mais espaço, por ser um relógio, espaço é algo que não temos, então o aparelho sofre muito em ida de uso intenso, nos testes aqui, sem estar conectado ao celular, o Urbane suportou 3 dias sem precisar de carga, mas quando conectado ao celular, a bateria durou 8 horas, 3 horas a mais que o Moto 360, mas estamos falando de um relógio, e precisamos que ele dure pelo menos o tempo que estamos fora de casa, mas é impossível isso acontecer, pelo menos nos dias de hoje, nenhum relógio, de nenhum fabricante suporta o uso conectado, por pelo menos 24 horas, para não ser injusto, o único que aguenta passar mais de 24 horas é o Gear FIT, mas temos que lembrar que o FIT é um relógio diferente, não tem skins evoluídas e basicamente mostra apenas horas, passos e notificações, e não podemos usar como referência. Moto 360, Urbane, Gear 1, Gear 2 e Gear S, nenhum deles aguanta ficar no pulso por mais de 8 horas sem carregar. Estava voltando de uma festa de noite, e quando fui ver a hora o Urbane tinha apagado, nem chegou a avisar que estava com pouca bateria. Nesse ponto todos os relógios ainda precisam evoluir bastante, é algo complicado, e pode ser caro fazer isso ser resolvido, mas para que as pessoas queiram um relógio inteligente, o primeiro passo é que a bateria aguente pelo menos 24 horas, depois a gente vê o restante.

Outra coisa que pelo menos para mim, incomoda e é muito irritante, e isso em todos os relógios, é o fato de ter que andar com seu carregador que é único para cada modelo, se esquecer ou perder, já era, não vai mais conseguir usar o relógio. Todo o fabricante tem um modelo diferente em cada relógio, mesmo 2 aparelhos do mesmo fabricante têm carregador diferente, o que obriga a andar com mais um item na mala se for viajar. O Urbane tem uma vantagem, ele carrega rápido, em 20 minutos ele já chega com 45%, não é muito, mas melhor que ficar com ele apagado.

Claro que o consumo da bateria, depende de cada um, e eu tenho que me basear no meu uso, mas sei de pessoas que tem, e o relógio dura mais de 24 horas. No meu caso é impossível, pois e-mail e Whats são direto, uso muito o maps na rua e o relógio estando conectado mostra o caminho e isso manda a bateria para o espaço, então no meu uso a bateria não suporta o dia todo.

Vale a compra? Bom eu adoro relógios inteligentes, mesmo sabendo que os recursos ainda não são 100% úteis, mas talvez o maior problema seja a bateria que dure pouco e o preço que mesmo o Urbane seja fabricado no Brasil, varia entre R$1200,00 a R$ 1600,00. Quase ou em determinadas lojas o dobro do Moto360.  Mas se você gosta desse tipo de produto, e tem verba sobrando, acho que vale o investimento.

Abraços a todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.