Samsung S6 Edge+

9.3

Tela Curva

10.0/10

Camera

10.0/10

4gb de ram

10.0/10

Falta cartão SD

8.5/10

Alto consumo da Bateria

8.0/10

Pros

  • 4gb de ram
  • Ótima Câmera
  • Acabamento em Aço e Vidro
  • Ótima Tela
  • Carregamento rápido

Cons

  • Ser apenas de 32gb
  • Alto consumo de bateria
  • Não ter entrada para cartão SD
  • Preço
Tempo para Leitura: 4 minutos

19/10/2015

Fiquei pensando aqui, como escrever esse review, afinal o Edge+ é praticamente o S6 Edge, em um formato maior, então decidi não falar muito de hardware, já que são idênticos, e falar apenas das diferenças, e de coisas que tem no + e não tem no Edge ok?

Bom, de cara temos que falar da tela certo? Está maior, bem maior, mas ao contrário do que parece, ele não ficou ruim na mão. Ainda dá para usar com conforto.

A tela curva, dá um certo conforto na hora de usar o aparelho, pois a mão acaba ficando mais acomodada, ainda tenho medo de usar um aparelho de vidro, acho que coloco uma capa e uma película de vidro, para evitar um azar se for para o chão. Claro ele perde um pouco sua beleza, mas um aparelho de R$4.000,00 não dá para arriscar né? Ainda mais eu que sou estabanado hauhauhau.

Pouca coisa mudou entre o Edge e Edge+, mas a mudança mostrou que faz muita diferença, e que vai ser a tendência nos aparelhos. Estamos falando da memória. Em relação ao S6 Edge o Edge + ganhou “míseros” 1gb adicional, mas a diferença é enorme, coloquei os dois modelos lado a lado, exatamente com a mesma configuração. Mesmas fotos, e tudo mais, e dei um boot, o Edge + foi 7 segundos mais rápido que o Edge normal, pode parecer pouco, mas no mundo dos celulares, 7 segundos é muita coisa. O Edge+ com 4gb de ram, acaba finalmente tendo uma folga, um refresco de sobra de ram, o que faz o aparelho ficar mais esperto do que já era. Menos engasgos, mais fluído, e claro tudo fica mais rápido, o que é ótimo, pois quando o processador precisa trabalhar menos, a bateria passa a durar mais.

Bom uma coisa que chegou para o Edge + e que não temos no Edge normal é o UHQ Upscaler, uma espécie de digamos 4k das músicas, o Edge + faz essa função quando se conecta um fone de ouvido, confesso que não vi diferença com o fone que vem com ele, nem com o da Asus, Motorola ou Sony, sim testei todos, mas acredito que um fone de qualidade que seja UHQ, possa dar essa diferença no som. Vocês sabem eu sou bem chato com isso, gosto de fones que tenham qualidade, e que tenham graves e agudos em harmonia, e fone de celular, os que vem com os produtos, dificilmente atendem isso. Mas vou tentar testar com um fone UHQ e volto para falar para vocês.

Outra novidade no Edge +, é que o aplicativo “Edge” ou o menu “Edge” que puxamos e ele aparece na lateral, ganhou mais uma função, agora podemos não apenas colocar os contatos, como alguns aplicativos nesse espaço, achei isso ótimo, e espero que venha pro Edge normal também, pois claramente é questão de atualizar apenas o aplicativo, já usamos formas alternativas de aproveitar esse espaço curvo, então ter um nativo ajudaria muito.

A Samsung colocou uma forma de carregar mais rápido que o S6, conseguindo aqui, nos testes, sair de 10% e chegar em 70% em pouco mais de 30 minutos, o que é uma bela ajuda.

A câmera do S6 é a melhor do mercado, e no Edge manteve a qualidade, perfeita para fotos diurnas, ótima nas fotos noturnas, a Samsung acertou a mão nela, tanto que consegui viajar sem precisar levar minha Canon T3i, coisa que nunca pensei em fazer, hoje somente o novo Motorola Moto X Style chega perto, mas ainda é inferior, pois de noite as fotos granulam muito.

Falta ainda um Flash frontal e quem sabe um xênon no S7, mas pra isso a Samsung precisa melhorar o gasto da bateria.

O restante do aparelho é o mesmo que o Edge comum, mas ter mais memória, o adicional na tela Edge e o UHQ, além de tela maior, faz do Edge + um aparelho de ser pensado na hora da compra, se tiver $$ para isso.

Claro nem tudo é lindo maravilhoso, ainda bem senão não teríamos mais lançamentos hahaha.

A bateria, apesar de maior, não suporta o dia de uso, isso vem desde o S4, a Samsung melhora o aparelho, coloca mais bateria, mas o consumo é alto, na minha mão ele sai da tomada as 8 da manhã, as 4 da tarde já está em 15%, não nego que dificilmente deixo ele fora de carga, se estou na redação, uso um carregador por indução, se estou no carro ele fica conectado ao carregador, e se to na rua, tenho 2 carregadores para não deixar o aparelho apagar sem bateria, mas é um ponto que precisa ser revisto, pois é um dos poucos pontos negativos hoje no aparelho, a bateria precisa conseguir pelo menos 10 horas de uso, a maioria dos aparelhos hoje está chegando perto das 12 horas em uso forte, e o S6 ainda não consegue chegar nesse patamar.

E a Samsung ainda não devolveu a entrada do cartão de memória pro aparelho, e pra piorar no Brasil o Edge + vem apenas com versão 32Gb, sem 64 ou 128, o que é muito ruim, pois 32 hoje é muito pouco, é igual a memória ram, o mínimo hoje para um celular top é 3gb, e o recomendado para ter folga é 4gb, então acho que em um celular top como o Edge+ TEM que ser o mínimo de 64,  afinal não tenho a opção de ter entrada para cartão de memória, as fotos não ficam pequenas, nem os vídeos, e nem todo mundo usa nuvem para deixar suas coisas.

O acabamento é impecável, e é hoje um dos aparelhos mais bonitos do mercado.

Resumindo o novo Edge+ é um belo aparelho, com o que tem de mais moderno no mercado, tem algumas coisas pra melhorar, mas como todos os aparelhos, sempre teremos algo que pode evoluir, o que pesa pra ele é o preço de R$ 4000,00 em um aparelho com apenas 32gb de espaço, mas mesmo assim vale considerar a compra, pois além do celular, você leva uma câmera de verdade de brinde hehehehe, e acredite faz diferença!!!!

Abraços a todos.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.