Bom, aqui vocês já estão acostumados certo?Nada de fotos lindas, nada de termos complicados, o que interessa é o carro. então vamos conhecer um pouco o primeiro Honda que veio dar uma volta aqui no Rmax.

Eu sempre fui apaixonado pelo Honda Civic, um dos carros mais lindos que a Honda já fez. Quando entrei em contato e me ofereceram o City Sport, eu pensei, puxa logo esse, o carro que eu sempre olhei meio torto, talvez mais pela minha paixão pelo Civic, do que por qualquer outro motivo.

Mas vamos lá, vamos dar uma chance para esse carro.

Quando chegou, de cara eu já curti a cor, vermelho, apelo totalmente esportivo, gostei!!!

A versão Sport vem com transmissão manual de 5 marchas, motor 1.5 flex de 116 cavalos, e um belo tanque de 47 litros, e em relação aos outros modelos do City, tem alguns diferenciais para que ele fique digamos um pouco mais esportivo.

As linhas expressivas e marcantes do modelo agora incorporam mais agressividade com adereços visuais impactantes, como a grade frontal em preto fosco e os faróis de neblina.  Na traseira, o suporte de placa deixa de ser cromado e passa a ser na cor do carro, com as maçanetas também pintadas. As lanternas, assim como os faróis, são do tipo máscara negra e a ponteira de escape cromada, completando o visual, a versão possui rodas de 16 polegadas produzidas em alumínio com desenho exclusivo elaborado para exprimir esportividade. A tampa traseira vem identificada com o emblema “Sport”.

Internamente, o Honda City Sport 2014 traz pedais esportivos cromados, bancos com revestimento exclusivo e uma nova alavanca de transmissão com desenho e acabamento diferenciado.

Estão mantidos os itens de diferenciação já conhecidos da linha City, como o painel blackout, com informações bem distribuídas e claras de autonomia, consumo médio e instantâneo, além de odômetro parcial e total. Assim como nas demais versões, o volante de três raios conta com EPS (Electric Power Steering – direção eletricamente assistida), tornando o sistema bem mais leve nas manobras de estacionamento e firme em velocidades mais altas. Vale destacar ainda a amplitude do compartimento de bagagem com seus 506 litros.

Sim sou obrigado a destacar esse porta malas, quando abri assustei, por fora não parece que tem um porta malas tão grande, mas quando abri, caraca, dava para pôr 4 malas grandes, ou 2 pessoas podem ir ali dentro confortável hahaha, isso eu gostei bastante. Pois porta malas é algo que as vezes falta.

IMG_5175

Tenho um Vectra GT, e seu porta malas, quando preciso viajar, nem consegue colocar 3 malas grandes sem que tenha que apertar alguma coisa, isso é algo que irrita muito, pois você tem que sacrificar algo ou alguém no carro para que possa colocar suas coisas.

Claro que acho que faltou mais algumas coisas, para que eu possa falar esse é realmente uma versão esportiva, talvez um barulho diferente, uma roda ainda mais esportiva, um painel diferente, um aerofólio, mas isso já é algo pessoal, eu gosto de carros, e mais ainda de carros com apelo esportivo.

Bom, se por fora o City, tenta parecer mais jovem, e mais agressivo, por dentro as mudanças foram poucas, como disse acima, mas vamos dar uma volta, e ver se o City me empolga?

Como fã do Civic, não esperava muito do City, apesar de ter gostado do modelo que recebi, ainda não era aquela nave espacial do Civic que tanto gosto, mas vamos dar uma chance.

Sai com o carro e dei uma pisada para ver se o motor tinha fome ou era mais um carro com uma etiqueta sport apenas na lataria. (Acho que o carro me escutou nesse momento hahaha) O Honda City, tem um belo motor, tem fortes arrancadas, responde muito bem quando é preciso, e nas retomadas mostra que o motor tem fôlego, adorei!!!

Nas subidas, mesmo com o ar ligado o motor se mostrou firme, sem aquela famosa falha quando a gente liga o r e sente o motor sofrer.

O City foi ágil nas retas e firme nas curvas, muito confortável para dirigir, e percebi que ele VERMELHO chama muito atenção das pessoas, eu tenho a mania de ficar reparando se as pessoas estão olhando pro carro e se estão falando algo quando passo, e o City Sport fez sua parte, em pelo menos 2 situações, uma em um farol o cara do carro de trás, que tinha um FIT, claramente mostrava para a moça ao lado o carro e a etiqueta Sport, com aquela cara de, porque comprei um FIT e não um City!!!

E outra passando pelos bares de Moema, sim faço isso hahaha, gosto de passar onde tem gente que seria o alvo do carro que estou andando, e sendo uma opção para um público mais jovem, nada melhor que andar onde eles estão!!

Um rapaz que estava conversando com uma moça, parou e disse, olha que lindo esse City. Ok, o carro fez a parte dele, se a Honda queria chamar atenção com o carro, isso já está claro que vai conseguir. O City chama atenção, a cor remete a esportividade.

Claro que, verdade seja dita, a versão Sport, é apenas uma versão com acessórios que deixam o carro um pouco diferente, de resto é o mesmo carro das outras versões, mas para quem adora o City e queria um pouco mais de agressividade pelo menos esteticamente, ele pode ser uma opção.

Gostei muito o carro, mas dos carros da Honda, o Civic ainda está acima, não pelo tipo de carro, mas pelo carro em si, acho lindo as curvas, painel, é meu gosto, o Civic por muito tempo foi meu sonho de consumo.

Vamos falar um pouco agora do consumo, pra mim qualquer carro que consuma menos que o meu já é um carro que eu adoro hahaha, o Honda City, fez uma média de 7km na cidade comigo, é pouco é verdade, mas temos o fato de fazer muito tempo que eu não usava um carro manual, e por várias vezes me peguei “esquecendo” de trocar” a marcha, o que fazia o carro andar com o giro mais alto, e só depois me tocava que ele não ia trocar sozinho hahaha, coisas de Richard mesmo.

Eu sempre ando com o ar ligado, e isso já gera um consumo maior, mas de qualquer forma, é bem superior que os 5 por litro que meu carro faz. então pra mim já estaria ótimo.

Faltou um sensor de estacionamento para ajudar na hora de parar o carro, isso deveria ser obrigatório em todos os carros haha.

Comparando com um modelo “comum” podemos ver as diferenças entre os dois.


01 02

Claro que nem tudo é lindo e agora vamos falar das coisas que eu não gostei.

Bom pra variar, ainda está para nascer um carro comum que tenha um sistema de som descente, e o City não é diferente. Falantes de baixa potência, que não aguentam quando subimos o volume do carro, e começa a estourar o áudio rapidamente. Eu que gosto de som de qualidade, sempre testo, vocês sabem. Gosto de poder andar com um som que seja limpo, e ao mesmo tempo tenha um grave que envolva o carro, sem que incomode. Mas isso é algo que dificilmente iremos ver em carros normais, pois gera um belo custo adicional.

O Radio CD do City, me lembra um rádio antigo, feio, de baixa potência, e poucos recursos, testando pen drive, só consegui colocar um com tamanho máximo 4gb, os maiores ele recusava, e só aceitou arquivos no formato MP3, o som não é horrível, mas falta qualidade no áudio, falta mais opção para ajustes, e aqui claramente não foi alvo da Honda.

Mas digamos, dá pra usar. Mas se eu comprasse o carro, seria a primeira coisa que faria, trocar todo o sistema de som, por falantes de qualidade, e um dvd, que pelo menos me permita escutar outros formatos e aceitar cartão SD e pen drive grande.

O Acabamento interno está legal, mas podia ter um pouco mais de apelo esportivo, nos detalhes, internamente os pedais e o câmbio são bem esportivos, mas para por ai.

A roda de Liga é legal, mas ainda pode ser mais esportiva, afinal é um carro com apelo Sport, e acho que a roda ficou um pouco digamos sóbria demais, para o carro.

Faltou um aerofólio no carro, e os faróis, podiam ser de Xenon, ou pelo menos lâmpadas brancas, mas essa parte do eu não gostei, é bem pessoal, cada um tem uma visão do que é esportivo né.

Bom resumindo eu gostei do carro, amei a cor e o motor, é um carro que as pessoas param e olham quando você passa, é um carro muito gostoso e leve de dirigir, e tem um porta mala de muito respeito que gostei muito e já sinto falta hahaha.

Se eu compraria?

Não!

Mas pelo simples motivo de que da Honda eu sou fã do CIVIC, e o City, mesmo tendo me feito mudar de opinião sobre ele, não me fez trocar de desejo, eu adoro tech, e o Civic com seu painel me cativa, e suas linhas me deixam doido, então minha escolha seria o Honda CIVIC, mas apenas pelo fato de eu ter um caso de amor com o Civic desde que ele foi remodelado, mas se eu tirar o lado emocional na hora da escolha, entre os carros da Honda, o City entraria na minha lista, e vermelho é claro, mas uma versão automática!!!

Se você curte carros médios, acho que vale a pena passar e vero City, antes de decidir pela compra, você pode mudar de ideia!!!!

 

 

 

 

 

1 COMENTÁRIO

  1. Já tive um city a primeira versão e esperava mais assim como você da versão sport, pois ao meu ver entre co city mesmo não senti diferença do layout, inclusive ele também pode sergui a idéia do civic sport esperava mais do carro. Quanto a potência gostaria muito de provar na estrada que é onde você vê o que ele pode mesmo fazer, o modelo antigo era ótimo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.