Tempo para Leitura: 5 minutos

O Moto G de terceira geração foi lançado pela Motorola no dia 28/7, e resolvi publicar os testes quase um mês depois, porque ? simples, acho justo testar o produto em condições reais em vez de soltar um review sem ter realmente colocado o aparelho para trabalhar no dia a dia.

Antes de falar do hardware é legal falar que a Motorola resolveu pegar pesado com a concorrência com o Moto G, está bem acabado, bem construído, ok, é plastico ainda, mas se a gente pensar que apenas 2 aparelhos no mercado possuem vidro e metal, o Moto G está de acordo com os concorrentes. Trouxe junto com o Moto G a opção de montar o aparelho pelo site da Motorola, usando o MotoMaker, onde podemos fazer algumas escolhas, entre elas, colocar 2gb de ram no aparelho, e acredite isso faz MUITA diferença. o Acabamento do aparelho melhorou bastante, e está muito mais bonito.

O Moto G vem com tela HD que ocupa cerca de 70% do espaço frontal do aparelho, conta com câmeras de 5mp na fronta e 13 na traseira, com dual led, um led branco e um led amarelo, para ajudar a equilibrar as cores.

Seu processador é um Quad core de 1.4 e sua GPU Adreno 306 dão conta para jogos intermediários e até alguns jogos pesados, mas com 2gb de ram, caso a escolha seja o de 1gb de ram, fica pesado carregar certos jogos, mas ai é problema de falta de ram, que claramente faz falta hoje em dia para qualquer aparelho. então eu, se fosse comprar iria no de 2gb, a diferença de performance é bem alta.

Sua bateria de 2470 mAh, da conta do recado para quem usa o aparelho sem abusar durante o dia, nos testes durante o mês, o Moto G tirado da tomada as 8 da manha, ia bem até umas 18 horas, com uso básico de aplicativos, sem jogar ou usar para tirar fotos e mapas por exemplo, com o uso mais intenso a bateria pedia carga umas 15 horas, nada fora do comum, afinal a bateria tem impacto direto no uso de cada pessoa, e é impossível alguém falar que a bateria é ruim ou boa, baseada no uso pessoal.

O Moto G é dual chip 4G e tem entrada para cartão de memória até 128gb, no site informa até 32gb, mas coloquei um cartão de 128 comprado no Aliexpress e ele funcionou sem nenhum problema., eu acho isso muito importante, nenhum aparelho deveria vir sem entrada pra cartão de memória.

Uma coisa que acho muito importante, e na hora de comprar um aparelho se ambos tiverem as mesmas especificações é o fato do Moto G ser resistente à água, ou seja da pra deixar molhar sem se preocupar em estragar o produto, claro que é RESISTENTE apenas, e não dá pra abusar, mas uma eventual queda por exemplo, da tempo de tirar o aparelho da água sem ficar desesperado por ter caído.

Bom agora que falamos do hardware vamos falar do uso do aparelho né?

Usei o Moto G como aparelho principal por 4 dias, e depois mais 9 dias usando ele como aparelho secundário, ok sei que vão falar, mas o Moto G não é um aparelho que você usaria como principal, pois sabemos que você usa aparelhos mais parrudos, vocês estão certos, meus aparelhos são o Moto Maxx, Galaxy S6 Edge, os aparelhos que uso atualmente, mas para os testes a gente tem que por pra usar como se fosse nosso aparelho certo? então saiu o S6 Edge como principal, e entrou o moto G.

Como sempre bora colocar todos os apps no celular, confesso que essa é a parte mais chata quando se testa um aparelho como se fosse o seu, configurar e instalar tudo leva umas 4 a 6 horas, para deixar exatamente como seu outro aparelho, e no meu caso, que sou bem chato haha, é exatamente igual MESMO, até a posição dos ícones deixo idêntico, pois desta forma fica fácil acessar tudo, sem perder tempo procurando onde foi que coloquei tal app.

Bom os apps vocês já estão cansados de saber, né? Os de sempre que da um total de 70 aplicativos, o que achei muito bom foi o fato dele não fritar enquanto estava instalando, vários aparelhos que pego e faço isso, literalmente fritam um ovo!!! O Moto G esquenta bastante nessa hora, mas menos que outros aparelhos, e isso significa também menor gasto de bateria. com a bateria 100% cheia, instalar, configurar e acertar tudo dentro do aparelho levou 5 horas, e terminei com 31% de bateria, pode parecer muito pouco, mas tem que contar que ele está baixando, instalando, depois eu to configurando quase todos os apps, isso consome muita bateria!!!

Bom tudo pronto, vamos por carregar e de manha sair com ele. com seu tamanho menor que o Maxx e o Edge, ele cabe mais fácil no bolso, é mais confortável de carregar o aparelho, como já acostumei com o Maxx não apanhei muito da interface praticamente pura do Moto G, configurei o Moto 360 nele e no radio do carro sem nenhum problema, o som das ligações tem boa qualidade, o sinal do aparelho não cai toda hora, mas o ponto negativo vai para a saida de som que não é estéreo é mono, e acho que mesmo no Moto G ter falantes estéreo tem que ser obrigatório.

O aparelho é leve, tem boa pegada na mão e mesmo de plastico tem bom acabamento.

No uso no dia a dia ele não deu engasgos, estou com a versão com 2gb de ram, que acho que seria a melhor escolha, nos jogos o aparelho se saiu muito bem, mas com muitos aplicativos abertos, ai nesse momento a gente ve que falta um pouco de fôlego, mas temos que entender que se trata de um aparelho intermediário, e que não da pra exigir dele performance de aparelhos de categorias superiores.

O Novo moto G vem forte pro mercado, bom Hardware, bom Acabamento, e preço competitivo na sua faixa do mercado.

Vale a pena?

Sim, vale, o novo Moto G é aquele tipo de aparelho que se você tem a geração anterior, vale a troca, a mudança vale o investimento.

Se você procura aparelhos até R$ 1000,00 vale testar o novo Moto G antes de decidir, mas a versão com 2gb ok ?

Falando na versão 2GB, claro, vale a pena comprar om 2gb se pra você desempenho é a prioridade, se você não liga do aparelho ser um pouco mais lento e quer TV digital, então pode pegar essa versão do Moto G, que tambem tem a opção de 8gb e 16gb de espaço interno.

Pontos Positivos:

Bom acabamento;

Poder “fabricar” pelo Motomaker;

Bom processador;

2Gb em uma das versões faz diferença;

Bom desempenho;

Dual 4G;

Android quase puro.

 

Pontos Neutros:

Tela HD ( Full HD seria ótimo, mas a bateria ia pro espaço);

Bateria.

 

Pontos Negativos:

Saída de som Mono;

Fone de Ouvido de geração anterior

Resumindo o Moto G passo ubem nos dias de uso, sem travar, ou  engasgar no uso do dia a dia, bateria dentro da média e gostei do aparelho, não compraria, pois hoje prefiro aparelhos como o MotoMaxx, o S6 Edge que são mais parrudos, mas o Moto G não decepciona no dia a dia.

Abraços a todos.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.