Bom amigos, sei que não tem muito com o Blog, mas algumas coisas não podem passar sem serem vistas, afinal pode ser único na vida.

Bom vou torcer pra que o ceu não fique nublado, e tentar descobrir onde posso ir para fotografar isso tudo.

SÃO PAULO – A Nasa anuncia: vem aí provavelmente a melhor e mais brilhante chuva de meteoros do ano.

A boa notícia é que, entre hoje e a madrugada de amanhã, praticamente o mundo todo pode acompanhar a chamada Perseides.

Apesar de o melhor ponto de observação ser no hemisfério Norte, quem mora no Brasil também terá uma boa visão do espetáculo entre 0h30 e 3h. Quem olhar para o céu poderá ver aproximadamente 50 meteoros por hora, viajando a 61 km por segundo.

“Se tiver sorte, pode ver até 100 meteoros por hora”, disse o chefe do Escritório de Meteoros da Nasa, Dr. Bill Cooke. Em uma sessão de chat hoje, ele deu algumas dicas para quem quiser observar a chuva. “O melhor lugar para ver é afastado das luzes da cidade. Não use um telescópio; use somente seus olhos porque você precisa enxergar o máximo possível do céu e os equipamentos afunilam seu campo de visão”.

A chuva Perseids é observada há pelos menos dois mil anos. Ela está associada ao cometa Swift-Tuttle, que completa sua órbita no Sol a cada 133 anos. Todo ano, em agosto, a Terra passa através de uma nuvem de detritos do cometa, e são esses pedacinhos de gelo e poeira, que possuem mais de mil anos, que queimam ao entrar na atmosfera do nosso planeta.

“A Perseids dura cerca de duas semanas; outras chuvas podem durar mais ou menos”, explica Cooke. Quem quiser registrar o espetáculo pode tentar com uma câmera, desde que exponha por um bom período. “Se seu campo de visão for grande o bastante, você pode capturar um meteoro nessa exposição. Tente entre 5 e 10 minutos, apontando diretamente para cima”, aconselha Cooke.

Quem não mora no Brasil e quiser conferir os locais possíveis de visibilidade, basta acessar o blog do astrônomo e utilizar a fórmula de latitudes que ele disponibilizou – ou, ainda melhor, dar uma olhadinha no mapa de zonas. 

Fonte: INFO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.